Jamais antes temas como aborto e estupro foram tão discutidos no nosso país. Diante de mais uma eleição, esses temas não só estão na boca dos presidenciáveis como também na cabeça de cada brasileiro. Política a parte, muitos ainda acreditam que Cultura do Estupro é apenas um exagero criado por feministas para chamar a atenção. Você também pensa assim?

Você entende a cultura do estupro?

Antes de falar sobre cultura do estupro, é importante mencionar oque cultura significa.

Cultura, envolve o conceito de moral e costumes que qualquer um pode ter adquirido enquanto parte da sociedade ou família. Se você aprendeu desde bem novinho que é educado dizer "Bom dia " pela manhã, então foi lhe transmitido um pouco de cultura, pois onde você vive é comum fazer isso. Oque a sociedade faz quando alguém sofre um crime? Nesse momento é comum que questionem a vítima

Quando um celular é roubado, um avião cai, você fica doente ou precisa de dinheiro, é comum que alguém conhecido te culpe pelos problemas ou crimes que sofreu, como se ficar na rua até tarde fosse motivo para alguém te roubar.

É você que não come direito e por isso está doente. Onde você estava pra que isso tenha ocorrido? Esse comportamento é cultura, pois é replicado dos mais velhos pelos mais jovens.

Essa atitude leva o crime a ser minimizado. Se eu tenho parte da culpa ela não é toda do bandido. Se a moça não deixou claro que não queria ela é culpada, então não é estupro foi só um mal entendido. Se já tinham outros 10 homens fazendo algo com ela, porque os outros 23 achariam que era um estupro?

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mulher Opinião

A moça não deveria ter dito algo? Culpar a vitima é cultural, leva a minimizar os crimes e infelizmente no caso de estupro leva a absolvição dos criminosos.

Cultura do Estupro é um tema propositalmente pesado

Só damos atenção para um problema, depois que ele ganha mídia. Um tema como "Cultura do machismo" ou "cultura dos homens" não tem o mesmo peso de "cultura do Estupro". E essa expressão nem é tão nova, pois é usada pela "Segunda onda do Feminismo" desde 1960, servindo claro para causar esse alvoroço todo.

Demorou mas deu certo, pois está estampado em camisetas, escrito em cartazes e postado milhares de vezes em mídias sociais. Infelizmente discutimos demais se a expressão está correta, ao invés de discutir se tem ou não demasiadas mulheres morrendo estupradas por todo o país.

Os crimes ocorrem silenciosamente no Brasil

Homens que nunca foram estuprados, que surgem aos montes no Twitter ou Facebook, talvez não acreditem.

Os dados no entanto, apresentam um número alarmante de casos de estupro em 2016. De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública foram notificados 49.497 casos de estupro naquele ano.

Se calcular verá uma média de 135 casos por dia. Normalmente as mulheres sentem mais medo de serem estupradas, já que é cultural culpar a vítima por parte do crime. Um estudo feito pelo Ipea em 2013, e divulgado em 2014, mostra que em pleno século XXI, 26% das pessoas entrevistadas para a pesquisa acreditavam que se uma Mulher está usando roupa curta "ela merece ser estuprada".

Não é por nada que as mulheres sentem muito medo.

O melhor que fazemos é deixar de nos apegar aos detalhes, e acreditar que o estupro é um problema real que precisa ser sanado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo