Nos últimos anos aumentou o número de brasileiros que enviam dinheiro ao exterior, seja porque possuem familiares que vivem em outros países, conquistaram vagas de emprego e/ou trabalho fora ou simplesmente recorreram a tal prática como uma forma de investimento e segurança de suas finanças.

De qualquer forma, a lei do Governo do Brasil deve ser seguida à risca para que os remetentes não tenham nenhum problema com a Justiça ou mesmo corram o risco de perder o dinheiro, gastando o menos possível com as taxas financeiras.

No tópico “Câmbio - Envio e recebimento de recursos em moeda estrangeira” no site do Banco Central há uma série de esclarecimentos sobre o tema em questão, mas as pessoas interessadas em fazer o envio ao exterior devem ter em mente qual é pressa em cada caso e quanto terá de pagar de taxa.

O ponto positivo é que atualmente há dezenas de alternativas em que você tem a chance de comparar e assim não perder dinheiro por ocasião da conversão da moeda.

Enfim, se tornou possível receber e remeter dinheiro para o estrangeiro através do banco onde possui conta, pelos Correios, PayPal, pelo Western Union, Remessa Online, TransferWise, Money Gram e mais opções.

O que é preciso saber antes de enviar dinheiro ao exterior

  • Valor cobrado nas taxas;
  • Taxa específica de câmbio;
  • Valor de imposto a ser pago;
  • Forma de recebimento no estrangeiro.

Funcionamento do TransferWise

O TransferWise nada mais é do que um serviço que transfere dinheiro online, cuja sede fica em Londres. Isto é, para remeter dinheiro para fora do Brasil se faz necessário que o indivíduo tenha uma conta fora e informe os dados de envio.

Existe a versão em português do cadastro no site, o qual gera um boleto para pagamento, podendo ser escolhida também a opção de transferência bancária.

Na média, em até dois dias o dinheiro já estará no banco do exterior, com a cobrança de taxas atraentes, que são até oito vezes mais econômicas do que a dos bancos tradicionais.

O limite a cada 12 meses de transferência é de 30 mil reais, mas pode ser elevado por meio de verificação extra do site, o qual pede os seguintes documentos para efetuação dos Negócios:

  • Carteira de identidade;
  • Comprovantes de endereço e de renda (via Declaração do IR).

Remessa Online

É uma companhia brasileira que atua na remessa de dinheiro ao exterior através do cadastramento do interessado no site e envio dos documentos pela internet, o que inclui a assinatura digital.

A título de informação, o valor de limite diário de transferência é de 32 mil reais, sendo que o limite anual de transferência internacional é de R$ 65.000,00 mil reais. Todavia, há a possibilidade do envio de um valor maior desde que se faça um cadastro mais abrangente no site com a anexação do Imposto de Renda.

Bancos

A transferência internacional é efetuada por meio do internet banking ou agências do mesmo, onde a pessoa terá de apresentar os seguintes dados:

  • Nome;
  • Identificação do banco (ou código SWIFT);
  • Número da conta bancária (IBAN);
  • Cobram-se as taxas de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e de câmbio, bem como, a tarifa para cada operação, que varia de acordo com o valor enviado e para qual moeda foi feita a transação.

Habitualmente é a forma mais cara dentre todas as opções de envio de dinheiro ao exterior.

Western Union

Empresa multinacional dos EUA, que executa as transferências para outros países por meio do seu próprio banco ou através de um posto credenciado. Nesta opção a pessoa terá de ir até uma das lojas físicas para solicitar a transação, a qual nunca é feita pela internet.

O vantajoso é que poucos minutos após a transação a pessoa no exterior pode fazer o saque apresentando o documento de documento de identidade.

MoneyGram

Mais uma empresa de origem norte-americana que se encontra em vários países, dentro de casas de câmbio credenciadas, por exemplo, onde a transação é processada de modo que o destinatário receba o dinheiro presencialmente em uma loja no exterior em poços minutos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo