A youtuber e atriz Kéfera Buchmann, teria brigado com a própria mãe, Zeiva Buchmann por terem um posicionamento político diferente. A mãe de Kéfera votaria em Jair Messias Bolsonaro (PSL) e para ela isso seria inaceitável.

Rompimento com a mãe

Kéfera, que supostamente votaria no candidato Ciro Gomes, não concorda com o posicionamento político da mãe, Zeiva Buchmann, que faz campanha para o candidato do PSL.

Após a divulgação do resultado do primeiro turno das eleições a atriz gravou alguns vídeos em que aparece chorando: “Eu não consigo organizar as ideias, amanhã eu falo melhor… Amanhã é o caramba.

Ele não, ele nunca”, afirmou.

Segundo a revista Veja São Paulo e o jornal Extra, a atriz, no ar na novela Espelho da Vida, teria rompido com a mãe desde o primeiro turno das eleições.

No stories de seu Instagram, Kéfera negou a informação: "Eu nunca briguei com a minha mãe. Por que vocês estão inventando isso: A gente tem Opinião Política diferente, por que a gente brigaria por isso?" , declarou.

Ameaçada por eleitores de Bolsonaro

A sua maior reclamação seriam as ameaças que vem recebendo de eleitores do Bolsonaro.

No vídeo a atriz diz: “Recebi muitas ameaças de eleitores de Bolsonaro. A gente vai ficar refém do próprio medo? Sei que vai ter muita gente me odiando, mas não vou ficar aqui posando de lindinha postando coisas aleatórias”. A atriz disse ainda que "Bolsonaro é o novo Hitler", o que acabou irritando seguidores do candidato, conforme vídeo abaixo:

https://youtu.be/Gy_gWKeTbwc

Opinião dividida

O posicionamento da atriz tem sido um divisor de águas na plataforma do YouTube.

Alguns eleitores e youtubers concordaram com a sua opinião, já outros entenderam como uma tentativa de manipulação.

O youtuber Diego Rox Oficial deu o seu posicionamento sobre a situação fazendo duras críticas sobre a atitude de Kéfera, vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=seMd_oKK0dY

Esse também foi o posicionamento de Raphaella Avena, vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=YoqGUZezr9E

O próprio candidato Jair Bolsonaro, em entrevista ao programa Pânico na Jovem Pan no último dia 9, após ser questionado por um dos entrevistadores, comentou sobre o caso: "...dizem que eu prego o ódio, mas quem é que foi esfaqueado?

O que tenho pedido aos meus eleitores é calma."

Para assistir à integra da resposta, assista ao vídeo abaixo. A pergunta acontece 00:35:16:

https://www.youtube.com/watch?v=VAQO2rEwCQ0

Não perca a nossa página no Facebook!