Stephanie, a personagem de Anna Kendrick é uma jovem mãe solteira que tem participação ostensiva em todas as atividades escolares que envolvam os pais, o que faz com que não seja muito respeitada na comunidade. Além disto, ela se dedica ao seu vlog de culinária. Stephanie é o retrato da típica mãe de família dedicada que é vista em filmes e séries americanas.

O contraponto de Stephanie é Emily, interpretada pela lindíssima Blake Lively, enquanto Stephanie é vista pelos outros cidadãos da cidade como uma mulher desinteressante, Emily por sua vez, causa fascinação na comunidade por sua beleza, por ser bem-sucedida financeiramente e por ser casada com um escritor famoso.

O que une estas duas mulheres de perfis tão diferentes é que seus filhos são amigos na mesma escola e isto faz com que a união entre as duas não seja uma situação forçada, e elas acabam por se tornar amigas.

Depois de pedir para que Stephanie pegue seu filho na escola, (o pequeno favor do título), Emily desaparece e Stephanie, acreditando que a polícia não está se empenhando em desvendar o caso, resolve fazer sua própria investigação.

Anna Kendrick

A atriz de 33 anos é sem dúvida nenhuma o grande destaque do longa, com sua personagem que oscila entre o humor e o drama, ao longo do filme é visto que sua personagem não é a boa moça, a mãe perfeita que todos acreditam que ela seja, pois várias revelações do passado vem à tona, incluindo uma relação incestuosa com o próprio irmão.

Paul Feige

O diretor é um veterano de 56 anos que tem em seu currículo diversos filmes e séries de Comédia, é do diretor o obras como as séries: The Office e 30 Rock, também é o homem por trás da ótima, mas pouco conhecida no Brasil, Freeks and Geeks de 1999. Em 2016 o diretor fez o ótimo Ghostbusters.

O filme está sendo classificado como sendo do gênero policial e suspense, o que não está de todo errado, mas a produção do diretor Paul Feige vai além dos gêneros citados.

Em certos momentos o filme lembra "Garota Exemplar", de 2014, além de transitar entre o humor negro e o drama com extrema desenvoltura, há até um certo flerte com o terror!

Esta é a grande qualidade de Um Pequeno Favor, reunir elementos de gêneros tão diferentes entre si sem em nenhum momento soar artificial esta reunião de elementos. O filme faz com que o expectador seja surpreendido o tempo todo pela trama.

Não seria necessário, mas o final abre para uma possível nova aventura da dona de casa-investigadora.

Não perca a nossa página no Facebook!