Realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um desafio. São muitos os percalços enfrentados pelos estudantes: noites em claro, lágrimas, exaustão física e mental, afastamento do convívio social, dos familiares e das baladas com os amigos. Na reta final, é natural ter medo diante da prova. Algumas dicas, porém, podem ajudar a manter a calma.

Respiração e concentração

Parece estranho pedir que alguém respire, se levarmos em consideração que respirar é considerado por muitos um ato automático.

Durante o Enem, muitos alunos tendem a ter crises de pânico, ansiedade, choro e irritabilidade. Se isto acontecer com você durante a prova, procure se concentrar no local onde você está e nos motivos que te levaram até ele. Todos a sua volta vão está com o ego fragilizado, mesmo que não transpareça! Creia, você não estará a sós neste barco. Nos momentos de incerteza ou estresse procure respirar pelo nariz e soltar o ar pela boca, pratique este tipo de respiração sem pressa.

Lembre-se: se você conseguir fazer a prova com foco, mantendo um ritmo de respiração calmo e um raciocínio objetivo, isso fará toda diferença no seu desempenho.

Pensamento positivo

Sabemos que o Enem tira o equilíbrio da maioria dos alunos. Nesse momento cabe ao estudante se conectar a referências construtivas, como por exemplo: as promessas feitas durante os dias e noites de estudos, a visão que tem de si mesmo no futuro e o mais importante: compreender e aceitar que se o Enem fosse um obstáculo intransponível, não haveria outras pessoas a seu lado fazendo a mesma prova.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Educação

Se você se inscreveu e se preparou para este desafio, as suas chances de sucesso são enormes. Esqueça os outros, concentre-se em você. Mantenha-se firme e acredite nisso.

Seu cérebro também sente sede

Sentir sede prejudica a sua concentração e o seu raciocínio, pois o cérebro confunde a falta de hidratação com fome. Estudos apontam que tomar 500ml de água faz o cérebro ter um desempenho nas atividades intelectuais de até 14%.

Na hora da prova isso fará toda diferença. Tendo em vista que um cérebro bem hidratado irá responder melhor aos desafios impostos a sua parte cognitiva. Portanto, hidrate-se.

Alimente o seu cérebro

Nos dias que antecedem a prova procure ingerir alimentos ricos em Ômega 3, mas opte por um cardápio mais leve, nada de comer frituras ou ingerir alimentos de fontes que não sejam confiáveis. Estômago vazio durante a prova nem pensar.

A menos que esteja querendo se boicotar. Ficar sem comer causa tontura, sonolência, dor de cabeça, queda na pressão e fraqueza. Tudo isso devido a baixa taxa de glicose no sangue. Um corpo bem alimentado faz com que o coração bombeie o sangue de forma correta para todos os órgãos, fazendo o seu cérebro ficar oxigenado. Pense que estará em uma maratona intelectual, seu cérebro precisa está bem alimentado. Afinal, você é um atleta de elite. Cuide-se.

Sorte e competência

Você chegou a tempo de fazer a prova. Parabéns. O próximo passo é manter a respiração controlada, pensamento conectado com lembranças positivas, cérebro hidratado e alimentado. Vale ressaltar que no instante da prova, seu pior e melhor amigo, estarão habitando dentro da sua psique. Cabe a você escolher qual deles irá lhe acompanhar durante esta jornada. Lembrando sempre que a sorte, caminha de mãos dada com a competência.

Boa prova!

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo