Lançado na última quinta-feira, dia 13, Aquaman tem dado o que falar. Surpreendentemente, o que se tem dito sobre o filme não é o que se costuma ler ou ouvir em se tratando dos trabalhos da Warner/DC. Ao que tudo indica, o longa sobre o rei dos mares agradou ao público, que há muito aguardava ansiosamente, não apenas por Jason Momoa no papel de Arthur Curry, mas também por mais evidências do reencontro da DC no universo cinematográfico.

A redenção do estúdio já vinha se mostrando desde Mulher Maravilha (2017), que sucedeu um dos filmes que, talvez, seja o de maior reprovação pelo público quando se diz respeito à lista de filmes do universo estendido da editora: Esquadrão Suicida (2016) foi um balde de água fria para a DC, que tinha o desafio de remir boa parte dos espectadores que desaprovaram Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2015), filme que dividia as atenções e atuava, de certa forma, como antagônico a Guerra Civil, também de 2015, da concorrente, Marvel Studios.

Para se ter noção, no IMDb, um dos sites sobre filmes e séries de maior confiança e respeito no mundo, a média de Esquadrão Suicida é de 6,1/10, enquanto que na Rotten Tomatoes, concorrente direto do Internet Movie Database, a avaliação está em 4,8/10. No mesmo barco, Batman vs Superman traz avaliações de 6,5/10 no IMDb e 4,9/10 na Rotten Tomatoes.

Com isso, nota-se claramente que a dificuldade da DC não era apenas de reconquistar um público desacreditado, mas em provar a si mesmo sobre a capacidade de produzir histórias, no Cinema, tão boas quanto nos quadrinhos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Cinema

Mulher Maravilha foi o início do acordar do estúdio. Com uma história que mostra as origens da heroína, Patty Jenkins, Gal Gadot e companhia entregaram ao público um trabalho de tirar o chapéu, sendo muito bem comentado pela crítica de sites brasileiros renomados, como o Omelete, AdoroCinema e mesmo o jornal O Globo, todos elogiando o longa, principalmente em decorrência dos supraditos fiascos anteriores.

Vale lembrar que o posterior a Wonder Woman, Liga da Justiça, também obteve algumas congratulações do próprio AdoroCinema e algumas outras do Jovem Nerd, o que denota que, de fato, a DC vinha se encontrando no universo cinematográfico.

O melhor filme da DC até hoje?

Ainda é cedo para afirmar, a prematuridade dessa afirmação ante a um lançamento de uma semana não permite alcunhar Aquaman como o melhor filme da Warner/DC, mas deixa perceber o caminho para tal.

O IMDb, hoje, classifica-o com média 7,9/10, o que não é nada mal. Os usuários no AdoroCinema, em seu espaço de crítica, têm feito bons comentários e a média, no site, para Aquaman, é de 4,5/5 na opinião de mais de 400 avaliadores.

O Combo Infinito, em sua crítica, diz que o filme sobre Arthur Curry é “disparado” -nas próprias palavras do site- o melhor da DC, e aponta causas importantes para essa declaração, como o “fator James Wan”, diretor do filme, o “fator Jason Momoa”, ator responsável por dar vida a Arthur e outras particularidades que fazem de Aquaman “um filme de origem que faz tudo diferente”, segundo eles.

O Plano Crítico, outro dos sites que se arriscou a uma crítica sobre o longa, ressalta pontos como “a origem fluída”, onde fala sobre a importância de alguns flashbacks da narrativa e a não linearidade apresentada, entretanto, com uma boa estruturação.

Em suma, as críticas de Aquaman têm sido agradáveis, o que, além de levar o público ao cinema para assistir a um bom filme, ou mesmo fazer os “fãs perdidos” da DC darem uma segunda chance ao estúdio, revela o que pode ser o reerguimento de uma editora que nos quadrinhos nos arrancou sorrisos e que, no cinema, nos fez desacreditar levemente de seu potencial.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo