O grupo sul-coreano BTS está tendo uma grande semana. Seu mais novo álbum, "Map of the Soul: Persona", lançado na sexta-feira (12), bateu recordes nas principais paradas musicais. No Spotify, por exemplo, ultrapassou cinco milhões de reproduções. No YouTube, o videoclipe do single "Boy With Luv", com Halsey, atingiu a marca de 78 milhões de visualizações nas primeiras 24 horas, tornando-se o vídeo com a melhor estreia na história da plataforma.

Contudo, o momento que entrou para a história foi a apresentação do grupo no "Saturday Night Live", no sábado (13), onde eles se apresentaram ao vivo e pela primeira vez o single “Boy With Luv”, tornando-se os primeiros convidados musicais sul-coreanos a se apresentarem no programa.

Publicidade

A cantora Halsey não pôde comparecer porque estava na Costa Oeste no festival de Música Coachella.

O grupo mostrou sincronia e presença de palco ao apresentarem "Mic Drop".

Diversidade de fãs

A chamada do programa, embora bem-intencionada, acabou por reforçar os estereótipos sobre as fãs do sexo feminino do grupo.

No vídeo mostrado, a apresentadora do programa, Emma Stone (uma declarada fã de K-pop), aparece em uma "festa do pijama" no palco com parte do elenco feminino do SNL.

Elas se sentam em cobertores, vestindo camisetas do BTS, cercadas de pôsteres do grupo, entusiasmadas com o amor pela banda e empolgadas pela performance. Mas suas vozes zombeteiras e infantis, e a proclamação juvenil de "garotos não entram" ao colega de elenco Beck Bennett, o vídeo só parece reforçar a errônea percepção que muitas pessoas têm em relação ao BTS.

O grupo de fãs do BTS é variado em identidade de gênero, idade, raça e localização geográfica. Isso porque o grupo possui músicas com temas variados que agradam a uma ampla gama de pessoas, incluindo muitos estrangeiros que não falam sua língua.

Publicidade

Assim, minimizar a inteligência de um fandom que arrecadou milhões para caridade e que lida com letras de músicas complexas com teorias de psicologia, filosofia e mitologia e que se organizam em todo o mundo para promover a música que amam, não é algo que se possa achar apenas divertido.

É claro que não há problema algum em se fazer uma piada, pois o próprio BTS até gosta de zombar dos fãs. Na música "Pied Piper" do álbum "Love Yourself: Her", o grupo provoca os fãs que são tão dedicados a eles que esquecem todas as suas responsabilidades. Apesar disso, a imagem dos fãs retratada no SNL não é uma verdade absoluta.

Mudança de mentalidade

Historicamente, quando se trata de boy bands, demorou um pouco para os críticos e a indústria entenderem que a música do grupo vale a pena ser levada a sério, e que seus fãs não são apenas "adolescentes raivosos" e “meninas histéricas" na puberdade, e sim consumidores que apreciam música de qualidade.

Publicidade

Mesmo aqueles fãs adolescentes merecem respeito.

Nas palavras de Harry Styles: "como você pode dizer que garotas jovens não entendem? Elas são o nosso futuro. Nossos futuros médicos, advogados, mães, presidentes, são eles que mantêm o mundo funcionando".

A chamada do SNL parece sugerir que ainda há muito progresso a ser feito, mas como o grupo já conseguiu vencer duas vezes o prêmio de Social Media, ganhou o prêmio pelo conjunto da obra no Grammy 2018 e recebeu duas indicações no Billboard Music Awards 2019, acredita-se que a mentalidade em relação às boy bands esteja mudando.