Apesar de ser apontado como um dos atores mais interessantes da sua geração por veículos especializados, Humberto Carrão teve poucas oportunidades de abandonar a sua zona de conforto ao longo da sua carreira, que já é bastante extensa.

Ao longo dos anos, Humberto interpretou vários mocinhos bem intencionados nas Novelas da Globo até ter a oportunidade de dar vida a Sandro, na novela "Amor de Mãe".

Esse papel tem dado ao ator a chance de mostrar um pouco mais do que ele sabe fazer em frente às câmeras.

Ao contrário dos personagens anteriores de Humberto, Sandro demonstra uma pluralidade que não permite que o personagem seja encaixado em rótulos ou estereótipos.

Nesse sentido, o personagem da trama de Manuela Dias não pode ser considerado o mocinho da história, mas também não é de forma alguma o vilão. Além disso, pontua-se que Humberto Carrão tem conseguido se sair muito bem na pele do ex-presidiário de "Amor de Mãe".

Na trama de Manuela Dias, Sandro foi abandonado quando ainda era apenas um bebê e acabou sendo criado por uma bandida, cuja especialidade era o tráfico de crianças.

Assim, devido ao contexto em que cresceu, a vida do crime foi a única encontrada pelo personagem de Carrão.

Mudanças de Sandro

Devido a todo esse contexto, Sandro acabou sendo preso e quando estava na cadeia, sua mãe adotiva faleceu, deixando-o com a notícia de que a sua mãe biológica, Lurdes (Regina Casé) tomaria conta dele dali para frente e o ajudaria a sair da prisão. Então, o novo desafio do personagem passou a ser conviver com uma família amorosa, algo que ele nunca teve antes.

Já ambientado em sua nova realidade e se afeiçoando cada vez mais a Lurdes, o rapaz foi novamente surpreendido por uma bomba: na verdade, ele não era filho da babá, mas sim de Vitória (Taís Araújo) e Raul (Murilo Benício), respectivamente, uma advogada bem sucedida e um empresário milionário. Mais uma vez, Sandro se viu precisando a aprender a conviver com mais uma realidade.

Devido a todos esses fatores, a trajetória do personagem de Humberto Carrão passou por várias oscilações.

Nesse sentido, é possível destacar que ele chegou a retornar ao crime ainda nos últimos capítulos. Ainda preso ao vínculo que firmou com Marconi (Douglas Silva), Sandro acabou aceitando ajudar o chefe do crime a roubar uma pintura que estava na casa de Lídia (Malu Galli), a ex-esposa do seu pai.

Apesar disso, o rapaz não se sentiu nada confortável nessa situação e acabou confessando tudo ao pai, além de explicar que o seu vínculo com Marconi não é fácil de romper porque ele chegou a arriscar a própria vida várias vezes para salvar a de Sandro.

Siga a página Novelas
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!