Desde o começo da pandemia do coronavírus, a coluna do jornalista Leo Dias vem publicando algumas informações a respeito do mundo e sinalizando que é necessário que sejam adotadas mudanças neste momento devido à pandemia, em relação ao comportamento da elite financeira do país.

Em um dos momentos expostos pela coluna ele chegou até mesmo a mostrar a respeito de algumas blogueiras que não estariam saindo de suas ‘bolhas’ neste momento de dificuldade e que a reação da sociedade diante aos seus comportamentos tem sido bastante negativa.

Além disso também tem sido mostrado pela coluna os erros e os acertos de algumas celebridades neste momento, como aconteceu com Madonna e Britney Spears, que foram publicados através do New York Times, onde foi anunciado o fim da era da celebridade.

Diante disso, ficou ainda mais claro que o mundo mudou devido à pandemia, e que está bem diferente agora. Com isso, o jornalista resolveu olhar ao redor do mundo para comparar com o Brasil e tudo que tem acontecido, e foi constatado que aparentemente a elite brasileira continua vivendo em uma bolha, que está prestes a estourar com eles dentro.

Vogue provoca polêmica

A revista Vogue é a revista da moda que mais influente de todo o planeta, e foi fundada em 1892. Atualmente ela é publicada em 22 países. A capa da revista tem um grande significado a respeito do que é pensado pela elite intelectual e financeira de cada país onde é publicada.

Além do mais, eles ditam moda, e a história mostra que a Vogue se tornou uma referência no setor para a sociedade.

A surpresa neste mês de maio foi em relação à edição brasileira da revista, que foi considerada como uma grande decepção. Isso porque foi mostrado alguns formadores de opinião do país, e provou que eles continuam alheios ao que tem acontecido ao seu redor.

A Vogue Itália, por outro lado, lançará uma edição histórica que vai chegar às bancas na sexta-feira (8), com uma capa toda em branco.

Isso nunca havia acontecido na história do país, em mais de cem anos da existência da revista.

Na Espanha, a revista também mostrou o quanto o Brasil está atrasado, ao mostrar uma imagem com um grande simbolismo a respeito de uma reflexão em relação ao isolamento da sociedade atual neste momento.

No Brasil, no entanto, a elite que concentra 27,8% da renda, e é o pais número 1 com renda concentrada, à frente da Índia e Argentina.

Com isso, os números mostram que a burguesia brasileira tem se mostrado distante do que acontece atualmente nas ruas do país.

Isso porque a capa da revista traz Gisele Büdchen, em um ensaio de arquivo da revista. Este ensaio é conhecido como sendo ‘ensaio de gaveta’, que é usado normalmente quando não se tem nada acontecendo. Leo Dias, em sua coluna, expôs que a capa demonstra uma preguiça jornalística, e prova que a publicação da Vogue está distante do país na atualidade.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!