O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) parece ainda manter viva a esperança de comparecer à posse do presidente Donald Trump em 2021.

O líder do Executivo do Brasil ainda não parabenizou Joe Biden pela vitória no pleito eleitoral, ocorrido no início de novembro. Bolsonaro declarou, sem apresentar provas, que houve fraude na disputa eleitoral norte-americana.

Aguardando

Jair Messias Bolsonaro declarou que ainda vai esperar um pouco mais para se pronunciar sobre as eleições nos Estados Unidos.

Na visão do mandatário brasileiro, o presidente derrotado, Donald Trump, é um aliado. Assim como Bolsonaro, Trump também faz acusações sem provas de que ocorreram fraudes no processo eleitoral.

Bolsonaro falou sobre as eleições nos Estados Unidos, que é um dos países que seriam "a mãe da democracia", de acordo o presidente.

Jair Bolsonaro declarou ainda que tem fontes de informações que comprovam o que ele está dizendo, garantindo que houveram fraudes nas eleições para presidente nos Estados Unidos.

Bolsonaro só não irá divulgar para a imprensa pois não adiantaria, uma vez que, segundo ele, a imprensa não iria divulgar.

Declaração após votação

Bolsonaro deu a enigmática declaração depois que votou no Rio de Janeiro nas eleições para prefeito. Ele foi firme ao dizer que é um fato a fraude nas eleições norte-americanas.

Sem apresentar provas ou indícios do que afirmou, Bolsonaro alegou que é preciso aguardar uma determinação da suprema corte estadunidense, o que seria o equivalente ao Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil.

Entretanto, até o momento não há indicativos de que a mais alta corte dos Estados Unidos irá apreciar as contestações de Donald Trump.

Sobre a eleição, Bolsonaro disse ainda que não sabe se a disputa eleitoral foi suficiente para definir se o ganhador foi Trump ou Biden. O presidente brasileiro ainda declarou que isto tem que ser decidido pela justiça eleitoral dos Estados Unidos.

Sem justiça eleitoral nos EUA

O país da América do Norte não tem uma justiça eleitoral como declarou o presidente brasileiro. Não existe lá algo parecido com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil.

Até agora, Trump já sofreu mais de 20 derrotas judiciais em suas contestações da vitória do democrata Joe Biden.

A campanha eleitoral e os apoiadores de Donald Trump não conseguiram convencer os juízes de que aconteceram irregularidades eleitorais no Arizona, na Geórgia, em Michigan, em Nevada e na Pensilvânia, estados que foram fundamentais para a vitória de Joe Biden.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!