A versão brasileira do buscador da empresa multinacional de Tecnologia Google está fazendo uma homenagem para o cantor brasileiro Agenor de Miranda Araújo Neto, cujo apelido - desde que nasceu - sempre foiCazuza, nesta segunda-feira, 4 de abril, dia em que o cantor comemoraria o seu 58º aniversário se estivesse vivo. Um desenho do cantor apresentando um de seus shows sob holofotes e uma multidão de fãs ilustra o logotipo do Google até o final do dia.

Poeta, Cazuza nasceu na cidade do Rio de Janeiro e tornou-se o compositor mais admirado da Música popular brasileira e um dos músicos mais conhecidos de todo o Brasil.

Foi vocalista da Banda Barão Vermelho, e compôs cancões até hoje admiradas, como "Pro Dia Nascer Feliz", "Maior Abandonado", Todo Amor Que Houver Nessa Vida", "Bilhetinho Azul" e "Bete Balanço".

Medindo 1,76m de altura, com pé 42, pesando cerca de 68 quilos e filho de uma família rica, Cazuza podia ser considerado um galã. Completamente a favor do direito à liberdade de o ser humano escolher ser o que quiser, ele declarou em diversas entrevistas que era bissexual. Era visto como alguém que não levava uma vida agarrada a padrões.

Pelo contrário, era insubordinado e polêmico.

Filho do produtor fonográfico João Araújo, e da também cantora Lucinha Araújo, Cazuza sempre foi cercado por grandes ícones da MPB, como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Elis Regina. Enquanto passava férias em Londres no ano de 1972, o astro conheceu as músicas dos Rolling Stones, Led Zeppelin e Janis Joplin, dos quais tornou-se fã.

Seu pai lhe prometera um carro caso ele fosse aprovado na universidade, e por isso o cantor entrou para o curso de Comunicação Social em 1976.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Música Tecnologia

Passou só três semanas. Seu pai, fundador da gravadora Som Livre, o colocou no departamento artístico da empresa. Em seguida, Cazuza foi para a Assessoria de Imprensa, divulgando novos trabalhos dos artistas da casa.

Ele terminou sua vida no dia 7 de julho de 1990, aos 32 anos, vítima da AIDS. Desse dia em diante, deixou órfãos milhões de fãs que admiravam e até hoje admiram o seu trabalho, visto que Cazuza jamais foi esquecido. No ano de sua morte, os pais de Cazuza fundaram a Sociedade Viva Cazuza, focada em prestar ajuda a crianças e adolescentes portadores do vírus da AIDS.

Recentemente, a operadora de telefonia Vivo, em parceria com a fabricante de eletrônicos Samsung, fizeram uma releitura da música Exagerado para a campanha de Dia dos Namorados 2015. Você confere o clipe abaixo:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo