Se você usa o Google #Chrome e já estava casado das propagandas no YouTube e no Facebook, Deus ouviu as suas preces. Essa séria a propaganda perfeita para vender o #Adblock, se ele não a bloquear antes.

Sem dúvida o AdBlock se tornou extensão mais popular hoje, e não foi obra do acaso. Tanto é que já existe pessoas o odiando e pregando seu fim, mas isso é pouco provável de acontecer.

A extensão já soma a marca de 10 milhões de usuários, que o avaliaram com nota excelente. o que é muito mais que muitos app recebem no play store. Se terminando de ler esse texto, você resolver pesquisar sobre AdBlock, vai achar muita gente dizendo que ele é ruim e que destrói conteúdos de qualidade em canais do YouTube e todo um conceito apocalíptico ao seu redor.

Mas, se você odeia propagandas, ele é o santo remédio para ver vídeos sem pausa no YouTube e sem que Facebook esteja lotado de itens, como aquela geladeira que pesquisou no Carnaval de 2016 e que lhe persegue até hoje esperando a compra.

Mais afinal como funciona a extensão? Vamos entender o que ela faz e como funciona. É uma extensão para mais diversos navegadores da internet, como o Chrome, por exemplo. Ao adicioná-la, a maioria dos anúncios - chatos - é identificada e bloqueada durante o carregamento da página. O AdBlock vai automaticamente limpar sua página de todas as propagandas invasivas que "pipocam" na sua frente.

Quando você tem a extensão instalada, ele vem com uma configuração padrão, que usa um "filtro de anúncios inaceitáveis”. Mas também é possível adicionar ou retirar anúncios dessa lista.

Os melhores vídeos do dia

Por exemplo, você pode bloquear todas as propagandas do YouTube, mas liberar as propagandas de um canal que você gosta e quer patrocinar. Assim, você gera renda ao criador de conteúdo que você gosta.

Com o AdBlock dá para você a liberdade de querer ou não patrocinar algo através das propagandas monetizadas. Outra vantagem é que navegação fica bem mais rápida, já que o navegador não precisa carregar as propagandas da página e isso ajuda muito quem não tem uma internet rápida.

O AdBlock incomodou e incomoda até hoje os anunciantes que obtêm renda através da publicidade, já que interfere no lucro deles. Sem click, sem dinheiro.

Para deixar a relação entre o AdBlock e as propagandas monetizadas mais justa, foram feitas inúmeras atualizações devido à pressão dos anunciantes, que viram suas rendas cair, mas, até hoje, esse é um assunto delicado e que precisa ser mais bem estudado.

Ainda não existe um meio termo nesse mundo do marketing virtual, pois os usuários querem ser menos "abusados" por propagandas, mas os anunciantes e criadores de conteúdos alegam que precisam monetizar para se manter e garantir qualidade dos seus projetos. Por isso, vão continuar espalhando seus banners.

Não se pode negar que a extensão AdBlock veio como grito de liberdade dos internautas, que não aguentam mais serem tomados por propagandas irritantes. #clickbait