É fácil reconhecer algumas características de um empreendedor. É preciso coragem, por exemplo. Confiança na sua visão e disciplina, entre outras, também são fundamentais. Mas existe algo que é ainda maior que esses atributos, não importa o ramo do negócio. O empreendedor é, antes de tudo, alguém disposto a investir em seu próprio sonho.

Apesar de ser um conceito que parece ter virado tendência do mundo moderno, é claro que a sociedade sempre esteve repleta de empreendedores.

O apaixonado por gastronomia que decide abrir um restaurante; a fashionista que cria uma marca de moda; o fanático por carros que resolve montar a sua oficina mecânica. Há, no entanto, uma diferença em relação aos empreendedores dos dias de hoje: a tecnologia. Essa revolução permitiu não apenas que surgisse um universo gigantesco de novos negócios, mas também que os sistemas de avaliação do sucesso desses empreendimentos fossem aprimorados ao extremo, permitindo correções mais ágeis e eficientes da rota escolhida e ampliando a chance de essas empresas se viabilizarem.

Há outro componente significativo na equação que leva ao sucesso de uma empresa, mas que curiosamente está do lado oposto da tecnologia. O bom relacionamento e o contato com pessoas que estimulem a sua criatividade pode ser determinante para o êxito de um projeto. A convivência com outros empreendedores pode alavancar iniciativas, principalmente quando isso ocorre em meio a um ambiente que gere as condições necessárias para a gestação de novas ideias.

Conviver com outros sonhadores em um ambiente que incentive a inovação é justamente a proposta do novo hub de empreendedorismo Oito, inaugurado pela empresa de telecomunicações Oi, no Rio de Janeiro. Além de um programa de incubação de startups em estágio inicial, o projeto engloba a aceleração de empresas que já estão mais consolidadas e um auditório para eventos e palestras. Mas o que me parece mais revolucionário proposto pela Oi é o IoT Lab, laboratório da Oi em parceria com a Nokia, onde será possível testar soluções na área de Internet das Coisas, uma tendência que cresce vertiginosamente em todo o mundo.

Nem sempre é fácil dividir o espaço com outras pessoas

Mas a convivência com empresas que têm em comum o espírito de Startup e novas amizades podem ser essenciais para transformar o sonho do empreendedorismo em realidade. A possibilidade de aprender com outros ‘sonhadores’ e a eventual oportunidade de desenvolver projetos em conjunto supera qualquer dificuldade que pode aparecer no meio do caminho.

Isso tudo sem contar um pequeno detalhe: o Oito fica no bairro de Ipanema. Para um sonhador, começar a empresa em um lugar dos sonhos com certeza é um bom sinal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo