Se nos consoles, a Marvel há anos não consegue aplacar um game que agrade os fãs e possua relevância nesse competitivo mercado, nas plataformas online a empresa tem aprendido a se reinventar a cada novo jogo ou atualização, como em Marvel Future Fight, jogo lançado para Android e iOS em meados de 2015. Neste mês de setembro, o jogo da Netmarble traz para os fãs uma das melhores sagas dos quadrinhos da Marvel: A Era do Apocalipse (Age of Apocalypse).

No cinema, a história foi utilizada como base para o mais recente filme da franquia X-Men, da Fox, X-Men: Apocalipse, 2016, que introduziu novamente à sétima arte os personagens principais da franquia: Jean Grey (Fênix), Ciclope e Tempestade.

Para o jogo, já estão confirmados para a nova atualização, que deverá chegar entre os dias terça e quarta-feira (12 e 13), os personagens Cable, Feiticeira Escarlate e Mercúrio, que farão companhia aos mutantes lançados há alguns meses no jogo (Wolverine, Ciclope, Magneto, Jean Grey, Tempestade, Vampira e Fera). Além disso, quatro novos uniformes já foram confirmados para Ciclope, Wolverine, Fera e Vampira.

Ainda não se sabe se os uniformes serão inspirados nos Cavaleiros do Apocalipse ou em outros eventos dos quadrinhos, pois há Scott Summers sem um olho e Logan Howlett sem um braço. Nos quadrinhos, isso aconteceu após um confronto direto entre os dois personagens.

Investimento em mobile e redes sociais

Após o grande sucesso do jogo exclusivo para Facebook (apenas para quem acessava por um computador, o jogo, na época, não estava disponível para smartphones) Marvel: Avengers Alliance, o departamento de jogos da empresa percebeu o potencial de produzir para esse público.

Para jogar Avengers Alliance, bastava as pessoas terem acesso à rede social. Enquanto que, na contramão dessa tendência, o mercado de consoles tem se tornado cada vez mais caro, trata-se de um investimento que inclui a compra de games pouco acessíveis e com tendência a desvalorização, visto que, poucos anos depois, um novo console da companhia é lançado e a versão anterior se torna obsoleta nas novas produções.

Este é o caso de empresas de videogames como Play Station, Xbox e Nintendo, entre outras.

Porém, o jogo Marvel: Avengers Alliance possuía gráficos e jogabilidade muito simples, que deixaram de atender ao público cada vez mais exigente. Após a chegada de jogos como Angry Birds para mobile e para o Facebook, as muitas atualizações também afastaram novos públicos e prejudicavam os gamers que não podiam dedicar muito tempo ao progresso no jogo, o que acabou levando essa primeira experiência bem-sucedida da Marvel na plataforma ao fracasso, apesar do jogo da Disney ter tentado se reinventar com uma versão mobile e uma nova edição Marvel: Avengers Alliance 2 exclusiva (e com melhores gráficos) para Android e iOS.

No caso de Marvel Future Fight, produzido pela Netmarble, assim como de outros jogos mobile da família Marvel (Marvel Torneio de Campeões, da Kabam, Marvel Avengers Academy, da TinyCo, e Marvel Puzzle Quest, da D3 Go!), o jogo cada vez atrai mais jogadores, pois as constantes atualizações mensais (o jogo já tem mais de dois anos) conferem o obrigatório dinamismo da plataforma e trazem novos personagens, uniformes, missões e mudanças na jogabilidade. Para novos jogadores, o game traz vantagens e bônus cada vez mais atrativos que permitem avanços aos new gamers que querem competir com os old school.

O único ponto negativo é que a quantidade de funções e missões disponíveis é praticamente obrigatória para os jogadores hardcore continuarem possuindo relevância nos campeonatos PVP.

Porém, se você é um jogador casual, não ficará decepcionado com a quantidade de recursos disponíveis para evolução do avatar e dos personagens Marvel, entre eles Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Capitã Marvel, Wolverine, Doutor Estranho, Homem-Formiga, Vespa, Thor (Jane Foster), Miss Marvel (Kamala Khan), Thanos e a Ordem Negra, Daisy Johnson (de Agents of Shield), Raio Negro, Medusa, a família real inumana (que estreia nova série ainda em setembro, considerada o Game of Thrones da Marvel) e muitos outros.

Se no cinema esse crossover entre as plataformas está cada vez mais distante, no game da Netmarble ele já é uma realidade, com heróis, vilões, universo místico, mutantes e inumanos vivendo histórias compartilhadas a cada nova atualização.

Só falta a chegada do Deadpool!

Siga a página Tecnologia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!