Falta uma semana para acabar 2017, e estratégias insights para 2018 para os profissionais de growth hacker [VIDEO] estão agindo rápido; explodindo na mente.

Esta é uma área ainda nova e desconhecida no Brasil, mas que já tem sido buscada por algumas startups e até empresas [VIDEO] que pensam em seu crescimento viral, diferentemente do seu crescimento comum, o qual se paga muito para conquistar alguns (poucos) mais.

O Growth Hacker não é apenas um nome bonito, diferente, ou até, de certa forma, medonho.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal WhatsApp

Ele não é uma estrelinha para por no portfólio. Este profissional é a essência e a base de todo crescimento estruturado, analisado e tangível de qualquer empresa.

Este profissional, além de dedicado entre humanas e exatas, ele trabalha sua mente criativa e inventiva em todos os processos de propagar uma empresa no mercado.

Atuando sem parar, buscando acertar em suas inúmeras fórmulas e testes A/B.

O growth para 2018 promete. Ele precisa ser mais assertivo, brigão, mostrar que as coisas estão mudando. Serem profissionais ainda mais presentes junto ao mercado e muito mais ao público.

Precisamos lidar como growth hacker em união alinhando desde o RH até os desenvolvedores, pois este profissional é a mente e a revolução do planejamento de captura e retenção de leads.

O ano de 2018 é o de afirmação. Um ano ao qual a canalização deverá ser muito presente no mobile, no SEO para voz, nos storytellings, nos vídeos mais humanizados, nos moments (instastories, por exemplo) virais das redes sociais.

Saber onde e quando usar uma mídia social. Deixar cada vez mais o lado 'blá blá blá' e ir atrás do novo, trazendo a empresa para perto do público.

Ousadia é o que define este profissional, mas ousar mais em 2018 é aliar diretriz e capacidade. Entrar cada vez mais na cabeça do consumidor e deduzir seus desejos antes mesmo que eles os tenham.

Para 2018, o growth será menos números, menos analítico e muito mais humanizado. Irá ver mais interação, criar elos, estar junto, mover o mercado, dessa forma, criando impacto da marca perante o seu público.

Assim, 2018 promete, mas promete para quem sabe como jogar o jogo, e mais ainda o desejo e a função de um verdadeiro growth hacker. Isso é fazer Growth Hacking. Não são meros conceitos, histórias e meros vídeos e/ou cursos de alguns minutos.

O growth hacker de 2018 precisa, antes de tudo, entender quem é o principal elo entre a marca e o espectador, criar esta sinergia e mover montanhas para que os dois entrem juntos nesta jornada maravilhosa de causas, emoções, desejos e viralizações.

As empresas que buscam este profissional precisam ter em mente que terão ao seu lado alguém totalmente fora da caixa. Um profissional que testa tudo, que está com a mente já nas tecnologias e fórmulas para dois anos à frente. Então, se você é este tipo de empresa, você merece e deve ter um growth ao seu lado.

Então, vamos juntos para 2018!