Uma equipe do Projetc Zero da Google encontrou falhas nos processadores da linha x86 da Intel. Esta linha de processadores engloba chips populares atuais como os modelos Celerun, i3, i5, i7 e está sendo alvo de denúncias de falhas de segurança graves.

As falhas no kernel do chip (software intermediário entre o sistema operacional e o hardware) podem permitir que hackers roubem senhas e informações sigilosas dos computadores invadidos.

Até o momento, ainda não foi divulgado nenhuma solução para dos defeitos batizados como MeltDow e Spectre encontrados pelo Google nos processadores Intel fabricados a partir de 1995.

Entretanto, segundo o site britânico especializado em Tecnologia The Register, a correção da falha poderá impactar no desempenho dos processadores da Intel. Segundo o site, o computador poderá ficar de 5% a 30% mais lento.

Como se proteger dos bugs nos chips da Intel?

Atualmente, os chips da Intel estão em mais de 80% dos computadores do mundo. Então, é bem provável que você também esteja vulnerável no momento. Por enquanto, não adianta confiar no antivírus.

A equipe da Google diz que, devido ao tipo da falha não deixar rastros em uma possível invasão, não há como os antivírus até o momento detectarem e impedirem os ataques.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Tecnologia

A Microsoft lançou nessa quarta feira ( 4) uma atualização emergencial para tentar proteger usuários do sistema Windows das falhas MeltDow e Spectre.

Já a comunidade Linux colocou no ar a atualização Linux KPTI (chamado antes de Kaiser). A equipe do navegador Firefox também disse estar trabalhando para resolver o problema em seus software.

iPhone e iPads também correm perigo

Os smartphones e produtos da marca Apple também podem ser afetados.

Entretanto, segundo a empresa, nenhum caso de invasão ainda foi registrado em seus aparelhos com o sistema MacOs.

Ainda de acordo com a companhia, uma atualização do sistema também já foi desenvolvida.

O que diz a Intel

A fabricante Intel teve forte queda no valor de suas ações nas Bolsa de Valores. Segundo a empresa, as falhas estão sendo resolvidas e não acredita que a solução irá afetar significativamente o desempenho dos seus processadores.

Um fato estranho nesta história é que, pouco antes da divulgação das falhas, o presidente da empresa, Brian Krzanich, vendeu parte das ações da companhia. Segundo a Intel, a venda das ações não tem relação com os bugs encontrados nos seus processadores.

Cabe agora aos usuários atualizarmos dos sistemas esperarem pela solução da Intel e torcer para que os dados pessoais não sejam roubados.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo