Os consumidores modernos de hoje estão sempre conectados de fato. Estão socialmente investidos e hiper-informados - eles podem comprar praticamente o que quiserem, a qualquer hora e em qualquer lugar.

A tecnologia está permitindo aos varejistas combinar o digital com a realidade para aumentar o engajamento do consumidor e melhorar a fidelidade da marca. Os varejistas estão começando a incorporar a tecnologia mais recente e mais atualizada para criar configurações mais envolventes e experiências únicas na sua loja.

O que está funcionando para marcas de varejo e por quê?

1) Realidade virtual e realidade aumentada

O que começou como um meio de entretenimento, tornou-se uma ferramenta inovadora para que as marcas se conectem com seus clientes. Marcas inovadoras estão impulsionando o crescimento das vendas através da criação de experiências valiosas e personalizadas que os consumidores não podem obter em qualquer outro lugar. Enquanto a realidade virtual simula uma experiência realista e transporta para um mundo virtual, a realidade aumentada requer interação com a realidade - é uma sobreposição do mundo virtual no mundo físico, criando experiências imersivas entre os dois.

Exemplos da IKEA e Wayfair com seus aplicativos que permitem ver se uma peça de mobiliário se encaixa no espaço desejado.

2) Inteligência Artificial

A AI (Artificial Intelligence) está sendo integrada no setor de varejo, mais notavelmente nas aplicações de vendas e CRM, recomendações de clientes, fabricação, logística e serviços de entrega e pagamento. Os robôs humanoides agora podem interagir com os clientes e "perceber as emoções humanas" (exemplo é o Lowebot, um robô autônomo da Lowe que pode responder a perguntas e clientes diretos na loja), as mensagens de software de som autêntico aumentaram as taxas de engajamento.

Os robôs e os drones da Amazon estão começando a oferecer pacotes mais rápidos e com mais eficiência, e o pagamento ficou mais seguro e mais rápido com novos serviços para limitar a fraude, e automatizar a experiência do cliente na loja, assim como o check-out.

3) Frentes da loja "não estagnadas"

Seguindo a liderança da Amazon Go, os varejistas estiveram ansiosos para trabalhar com empresas de tecnologia que queriam entender como criar frentes de lojas não tripuladas, ou seja, cheias de vendedores e/ou atendentes.

A Amazon lançou com sucesso uma loja completamente automatizada sem caixas, sem linhas e sem check-out. A Mastercard tem uma parceria com a AVA Retail, e possui sensores e tecnologia de rastreamento para tornar a experiência de compras mais próxima da perfeição.

4) Influenciadores

Mais do que nunca, as marcas estão tocando as pessoas que já têm um segmento comprometido e leal. As marcas começaram a "emprestar" as suas audiências para os influenciadores que estão apenas começando.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Este campo emergente de marketing "influenciador" é essencial, pois os varejistas tentam exibir seus anúncios mais orgânicos e autênticos em um mercado denso e sobrecarregado de informações. A promoção paga tornou-se uma estratégia de branding que as empresas usam com esses influenciadores para aumentar sua própria audiência.

5.) Lições das principais marcas de varejo em mídias sociais

  • Concentre-se na qualidade, não no volume;
  • Visuais - vídeos tornam o conteúdo mais envolvente;
  • As fotos são mais apreciadas, os vídeos são mais compartilhados;
  • Conteúdo popular no varejo são guias DIY e receitas;
  • Compartilhar iniciativas de responsabilidade social corporativa melhoram e muito o engajamento.

Enfim, o futuro é agora, e está ao seu alcance.

Pegue todas estas estratégias e faça da sua marca um enorme nome no mercado e na vida das pessoas.

Não perca a nossa página no Facebook!