Com objetivo de possibilitar o registro de conteúdos, avaliações e frequência escolar em tempo real, o Governo do Paraná implantou nas escolas públicas um sistema eletrônico que facilita o acompanhamento do rendimento escolar e fidelidade de dados. Esse Software livre, gradativamente, substituirá o antigo diário de classe.

Por retratar o dia a dia da sala de aula, os livros de chamada utilizados pelos professores sempre representaram a vida escolar dos alunos, podendo ser utilizados como instrumentos de comprovação em situações em que há solicitação de revisão de resultados.

Desde 1986, o Conselho Estadual de Educação do Paraná determina que os livros de chamada devem permanecer arquivados durante cinco anos, gerando uma enorme quantidade de material a ser guardado em pequenos espaços disponíveis nas escolas. Com a implantação do registro de classe online, esse grande volume de informações estará disponíveis na base do sistema, facilitando a pesquisa, sem ocupar espaço físico.

Avanços tecnológicos

Existe uma interligação do Registro de Classe Online (RCO) com o Sistema Estadual de Registro Escolar (SERE) e Sistema de Recursos Humanos, possibilitando a migração de dados.

Segundo Vera Lúcia Vargas, responsável pelo setor de documentação escolar do Núcleo de Educação de Apucarana, das 62 escolas jurisdicionadas, 48 já implantaram o registro online.

Na opinião da professora Doralice Cividini, a mudança traz inovações ao ensino, apesar de muitas escolas não contarem com meios tecnológicos suficientes para utilização dessa ferramenta. "Precisa de adequações e mesmo encontrando algumas dificuldades tem tudo para dar certo", afirma Doralice.

Vantagens e desvantagens

A pedagoga Maria Edna Falcão Moreira aponta as seguintes vantagens do sistema: pode ser acessado a qualquer hora ou lugar com conexão de internet, obriga o professor a manter os registros em dia, intimida alunos em relação às faltas e diminui a ocupação de espaço físicos nos almoxarifados.

Para ela, a lentidão do sistema é uma das desvantagens."Facilita o trabalho do pedagogo, que devido à falta de tempo pode vistar em casa. Sou favorável pela sustentabilidade e praticidade", declara Maria Edna.

Mal funcionamento do sistema

Os avanços tecnológicos oferecem mais agilidade no preenchimento de dados, evitando distorções, porém, seus usuários ainda encontram dificuldades devido à falta de suporte técnico. No fechamento do ano letivo de 2017, houve congestionamento, dificultando o encerramento dos trabalhos. Devido às falhas do sistema, muitas secretarias de escolas realizaram a conferência de relatórios finais durante o período de recesso.

Expectativas

Apesar das falhas, o sistema se apresenta como uma grande evolução para a área da educação e trará grande contribuição, pois os registros de dados que alimentam as bases, realizados de forma manual, podem estar mais sujeitos a erros. Para o ano de 2018, espera-se que o sistema funcione adequadamente.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo