Além de simples entretenimento, a realidade virtual também pode transformar a Educação. Aprendemos com muito mais facilidade usando formas lúdicas e divertidas. Com este meio já bem difundido e ainda tomando forma como modelo de negócios, ficamos imersos em diferentes realidades. Hoje já sabemos que, com o auxílio das novas tecnologias audiovisuais, podemos acelerar e qualificar o processo de aprendizado.

Nesta perspectiva, a Beetools está lançando uma franquia de estudos de idioma tendo como base o uso de tecnologias como a realidade virtual, a gamificação, a inteligência artificial e o big data. Não é uma iniciativa inédita. Outros cursos como a Uptime já usam a Tecnologia para fins imersivos.

Publicidade
Publicidade

Como aprender inglês participando de um seriado de TV

O diferencial neste lançamento é a metodologia que envolve imersão em situações de ficção. Os alunos da Beetools vão utilizar um óculos 360° para participar de um seriado e praticar os conteúdos, o vocabulário e a gramática aprendida durante as aulas. Isto é possível a partir de um sistema narrativo específico da realidade virtual, que é chamado de "storyliving", uma evolução do sistema narrativo do cinema e TV, o "storytelling".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Educação Tecnologia

O aluno se coloca na pele de vários personagens, e enquanto acompanha a trama, participa dela e vai se envolvendo cada vez mais com o estudo do idioma.

Esta estreita relação da realidade virtual com a educação já está colocada no livro "Out of our minds" de Ken Robinson. O autor contesta o ensino tradicional, concebido para uma época que, segundo ele, não mais existe. Agora, se envolver com os conteúdos, poder experimentar situações limites e estar imerso em ambientes que dificilmente se teria acesso; é uma das chaves para um aprendizado eficiente.

Publicidade

Realidade virtual também está em diversas áreas de ensino

Já há pelo menos três anos que os óculos 360° frequentam as salas de aula da rede pública, resultado de um projeto da Google: o Google Expeditions, uma das muitas soluções tecnológicas da Plataforma Google For Education. O aluno tem a oportunidade de passear pelo fundo do mar ou viajar através do sistema solar ou até mesmo observar em detalhe uma complexa composição química.

No Ensino Superior, também encontramos o uso de realidade virtual.

Na Universidade de Basileia, na Suíça. por exemplo, os futuros médicos conhecem o corpo humano através da tecnologia. Em ambientes em que a educação é contínua e permanente, sejam eles corporativos ou acadêmicos, industriais ou voltados à prestação de serviços; a realidade virtual conquista seu espaço.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo