Com o intuito de combater o uso de aparelhos falsificados ou clonados, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou na última segunda-feira (3) que será feito o bloqueio total de aparelhos irregulares. A ação começa neste sábado (8) no Rio Grande do Sul e em mais nove Estados: Tocantins, Santa Catarina, Rondônia, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Espírito Santo e Acre.

A medida da Anatel objetiva ampliar a segurança dos consumidores, pois todo aparelho celular em uso no país deve ser certificado ou ter certificação aceita pela agência.

A Anatel informou que os dispositivos que serão desativados vão receber previamente uma mensagem de SMS da operadora usada, informando que o celular correspondente àquele IMEI deixará de funcionar.

Os usuários estão recebendo desde setembro o SMS pelo número 2828: "Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias".

A Anatel não tem o número exato de quantos aparelhos celulares serão bloqueados ao certo nos estados, mas é possível informar o número de aparelhos já bloqueados, 103 mil somente nas cidades de Brasília e Goiás.

Aparelho pirata

Para verificar se o seu aparelho está de acordo com as diretrizes da Anatel, é possível indicar o número do IMEI no site de consulta do programa Celular Legal. Os usuários conseguem identificar se o aparelho é irregular, também através do número de identidade do aparelho o IMEI (International Mobile Equipament Indentify) funciona como um chassi de um carro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Tecnologia

Para verificar o número o usuário deve discar para o número *#06# e comparar se os quinze algarismos que aparecem na tela, são os mesmos encontrados no adesivo colado na parte traseira do aparelho. Se os números não conferem, o aparelho celular pode ser, pirata, clonado ou roubado.

Aparelhos do exterior

Dispositivos não homologados aqui no Brasil, mas que possuem certificação das fabricantes também serão considerados como irregulares, a exemplo de aparelhos não disponíveis para venda no Brasil (Xiaomi, HTC e Huawei, por exemplo).

Se o aparelho possui algum tipo de certificado de alguma instituição internacional, o aparelho não é considerado irregular. Aparelhos fabricados pela Apple seguem as normas de certificação da Anatel, ou seja se a pessoa comprou um iPhone, independentemente do país, ele estará de acordo com as regulamentações do órgão nacional.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo