O Big Brother Brasil 15 já acabou, mas as polêmicas que envolvem os ex-brothers continuam com força total e, ao que parece, os barracos e as brigas estão só começando. Entre os eliminados, o programa que deu o premio milionário ao paranaense Cezar ainda tem gerado discussões. No último sábado, dia 11, os ex-bbb e produtor cultural, Fernando, deu uma entrevista dizendo ter ficado chocado com alguns vídeos que assistiu do programa.

Segundo ele, em um dos vídeos, Angélica teria tido uma conversa com outros confinados dando a entender que se ele possui projetos sociais que dão assistência a crianças com HIV isso seria um indicativo que o ex-brother também está contaminado com o vírus da Aids.

Em entrevista ao site Ego, Fernando disse que acha absurdo o preconceito com a doença e que trabalha em um projeto social exatamente para acabar com isso. Para ele, as pessoas devem ser avaliadas pelo caráter e não pelo que dizem ou usam. Fernando aproveitou a oportunidade para deixar claro que não tem a doença e que não gostou dessa especulação, por isso, já consultou o setor jurídico e está analisando a possibilidade de processar Angélica. De acordo com o brother, na conversa estavam Angélica, Tamires e Amanda e eles não tem como negarem o que foi dito, visto que as evidencias estão gravadas.

Por causa da conversa entre elas, alguns sites publicaram noticias afirmando que a Aids seria um fato real na vida do produtor cultura. Na entrevista, Fernando disse que chegou a ver um site que noticiou o assunto onde dez mil pessoas teriam curtido o artigo.

Angélica já deu entrevista se defendendo. A moça disse que trabalha com enfermagem há mais de quatorze anos e que seu trabalho exige a convivência com pessoas com os mais variados tipos de doenças, por isso, ela tem certeza que não falou nada disso e que Fernando está sendo leviano.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
BBB Big Brother Brasil Curiosidades

Ela deixou claro que acha que o produtor cultural tem todo o direito de procurar os seus direitos, principalmente, no caso de ter se sentido ofendido, mas que tal acusação não tem procedência.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo