Em 2014 o mundo perdeu o ator que fez vários campeões de bilheteria, e que drasticamente se suicidou. Polêmico e até por muitas vezes odiado pelas suas opiniões, se dizia que os personagens que ele fazia eram muito diferentes dele que na vida real era por vezes amargo e antipático. E mesmo depois de sua morte ele continua causando alvoroço no mundo do showbiz com atitudes descobertas dia 30 de março pela sua família.

Publicidade
Publicidade

Quando abriram seu testamento e inventário de bens, tinha uma cláusula que deixou a todos surpresos: o ator proibiu que sua imagem, assinatura e nome sejam usados durante 25 anos!

O resumo disto é que não poderão haver campanhas publicitárias com a imagem dele, nem recriações virtuais suas como hologramas, desenhos e etc. Lembrando que foi isso que os produtores de "Velozes e Furiosos 7" fizeram com o falecido ator Paul Walker.

Publicidade

Com Robin Williams nada disso poderá ser feito, pelo menos até 2039. Quem acha que isto é uma atitude egoísta, o advogado que tomou conta dos desejos de Williams explica que isso evita que a imagem como ator em vida, seja distorcida por qualquer que seja a tecnologia a ser usada para "reviver" o ator a fazer papeis que obviamente ninguém mais saberá se ele aceitaria.

Pra aqueles que acham que isto foi um jeito de evitar que seus familiares ganhem mais dinheiro com o trabalho da vida dele, ele dá um tapa de luva de pelica na cara dos fofoqueiros: todos os direitos de imagem que ele tem vigente em contrato, tanto em filmes como em propagandas publicitárias feitas em vida, serão todas revertidas diretamente para a Windfall Foundation.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Curiosidades

De acordo com o portal de notícias UOL, mesmo que aconteça algum problema com a direção da renda à sua fundação, ele exige em testamento que todo o seu dinheiro seja dividido entre ongs que ajudem pessoas carentes ou miseráveis, como os Médicos Sem Fronteiras.

Amando ou o odiando, o fato é que ele pode ter sim sofrido de depressão profunda e cometido este ato desesperado de acabar com a própria vida, mas ironicamente, sua atitude poderá salvar muito mais vidas do que podemos imaginar!

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo