Muitos fãs ficaram indignados sobre uma cena de estupro queocorreu no episódio passado da série "Game of Thrones", no dia 20 de maio. A cena mostra o estupro dapersonagem Sansa Stark pelo vilão Ramsey Bolt.

A própria senadora democrata estadunidense Claire McCaskill,fã declarada da série, declarou no Twitter que "Ok, eu desisto de 'Game ofThrones'. Cena gratuita de estupro nojenta e inaceitável. Foi um passeioproblemático que acabou de acabar". Mas esta não é a primeira cena deestupro em "Game of Thrones".

Num episódio da temporada anterior,Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) força Cersei (Lena Headey) a fazer sexo ao ladodo cadáver de seu filho, Joffrey (Jack Gleeson).

O fato do autor George R.R. Martin declarar que "Oestupro e a violência sexual fizeram parte de todas as guerras já travadas, dossumérios da antiguidade aos dias de hoje" só ajudou a aumentar a polêmicaainda mais. Os produtores da série televisiva optaram por não se manifestaremainda.

A série é baseada na série de livros "A Song of Ice andFire" (As Crônicas de Gelo e Fogo), escritos por George R.

R. Martin,atualmente considerada uma das mais cultuadas nos últimos tempos, emborafrequentemente mostra algumas cenas de sexo explícito e violência, e, em vistadisso, ganhou classificação de 18 anos no Brasil. Seu primeiro episódio foitransmitido em abril de 2011, e sua média de audiência supera os 18 milhões depessoas por temporada nos Estados Unidos, sendo atualmente a série de maiorsucesso do canal de TV a cabo HBO. A série caminha entre a fantasia, a aventurae o drama, na qual a terra de Westeros é disputada por nove famílias.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Curiosidades Televisão

No Brasil, "Game of Thrones" também possui muitosfãs, tanto que em abril do ano passado, os atores Gwendoline Christie e PedroPascal, respectivamente interpretando as personagens Brienne de Tarth e OberynMartell, foram a atração de um evento promocional da série, no Rio de Janeiro.

O lado bom dessa polêmica é que a maior parte dos fãs eacompanhantes da série repudia a violência, preservando os bons valores morais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo