Ele é medalhista olímpico, ganhou ouro nas Olímpiadas de 76, na modalidade decatlo. Pai de quatro filhos do primeiro casamento e de duas filhas do segundo casamento e mais quatro enteados. Ele é Bruce Jenner, que, já conhecido pelo seu histórico no atletismo, se tornou ainda mais por conta do reality americano Keep up with the Kardahsians - sim, ele é o padastro de Kim, Khloé, Kourtney e Rob, e pai das moças Kylie e Kendall.

Apesar de tudo isso já ser o suficiente para dar destaque a Bruce na mídia, é outro assunto que tem feito com que seja lembrado e que se fale muito nele: a mudança de gênero.

Bruce Jenner surpreendeu muitos ao começar aparecer com traços mais femininos - cabelo, unhas pintadas, maquiagem leve e aparentemente seios um pouco maiores. Há ainda o fato de ter feito uma cirurgia para a retirada do "pomo-de-adão".

Quem o conheceu quando era atleta ou quem o conheceu pelo reality show, custa a acreditar que, depois de tanto tempo, isso tenha vindo à tona. E segundo o site E! Online, o próprio Bruce diz  "Sim, para todos os efeitos eu sou mulher.", o que faz com se imagine uma vida toda vivendo em um corpo com o qual não se identificava.

E a primeira coisa que se pensa, é certamente: "E a família, o que diz? Como se sente?"

Com relação à família, a enteada Kim Kardashian foi a primeira  que se pronunciou, após a entrevista do padrasto à jornalista Diane Sawyer, no dia 25 de abril. Mesmo antes, enquanto eram apenas rumores, Kim já havia se posicionado em apoio ao padastro.

Entre as Kardashians, quem mais demorou a aceitar foi Khloé, segundo o próprio Jenner, foi a que  mais teve dificuldade em aceitar, por ver nele uma forte figura masculina.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Televisão

Bruce disse ainda que entende que as filhas menores demorariam a assimilar, até por conta da idade. Mas as meninas já se pronunciaram, assim como a mãe, ex-mulher de Bruce, Kris, chamando-o inclusive de herói. A menina Kylie foi quem surpreendeu nos últimos dias, ao dizer "Quero conhecê-la logo", se referindo à versão feminina do pai. Os filhos mais velhos de Bruce, aceitaram e apoiaram naturalmente.

Na entrevista, Jenner disse que seria a última que daria com o nome de Bruce, mas que ainda prefere ser chamado com pronome masculino e ainda não falou sobre o nome que irá assumir.

Disse ainda que não é gay, e que as pessoas costumam confundir identidade de gênero com orientação sexual.

Não deve ter sido fácil para a família do atleta assimilar tudo isso, mas há que se reconhecer que Bruce está sendo muito corajoso ao trazer à tona uma situação na qual milhares de pessoas se encontram e não têm coragem de assumir, pelo preconceito e discriminação causados pela falta de entendimento de casos como o dele.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo