Inezita Barroso foi lembrada no show da virada cultural. Os shows ocorreram neste final de semana em São Paulo. O evento resgata aspectos da cultura brasileira. A República se vestiu de caipira para prestar justas homenagens a um dos ídolos nacionais.

Os shows da virada cultural aconteceram este final de semana. Antecedidos por outras atrações em semanas anteriores, ele era aguardado ansiosamente pela população da capital paulista e pelos órgãos de turismo, sendo ele considerado o evento que recebe maiores turistas nacionais em São Paulo, secundado pela parada gay, que aconteceu recentemente

Ela é considerada como uma das principais cantoras da Música sertaneja de raiz.

Até seu falecimento, em março, era conhecida e reconhecida como a mais antiga e importante expressão artística da música caipira. Agora é lembrada com carinho e saudade. A maior homenagem que recebeu, em suas próprias palavras, foi a eleição para ocupar uma das cadeiras na Academia Paulista de Letras.

Já nos primeiros acordes, lágrimas vieram aos olhos de algumas pessoas presentes. A letra conhecida por todas dizia: Co'a marvada pinga é que eu me atrapaio / Eu entro na venda e já dô meus taio / Pego no copo e dali num saio / Ali mesmo eu bebo, ali mesmo eu caio / Só pra carregá é queu dô trabaio, oi lá!

Quem sabe o ritmo, logo começa a cantarolar e lembra dos 35 anos de uma artista popular, falecida em março deste ano.

Entre as diversas atrações culturais a moda de viola foi destaque no palco da República. A praça que tem um corre-corre diário sendo uma das mais movimentadas da pauliceia desvairada, foi transformada em um grande arraial, onde foram desenvolvidas diversas atrações em homenagem à artista, dedicada à música caipira de raiz.

A orquestra paulistana de Viola Caipira foi regida pelo maestro Rui Torneze.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Curiosidades

Comidas típicas de vendidas nas festas juninas, são a atração gastronômica. Nesta madrugada o grupo Matuto Moderno prometeu ser uma atração à parte e assustar alguns mais tradicionalistas ao mostrar a mistura de rock com música de raiz.

A Barra Funda ainda lembra de sua ilustre moradora e muitos dos que a conheciam devem estar presentes na República.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo