A fase do programa 'Esquenta' não é das melhores: além de correr o risco de cancelamento, o dominical não será exibido no próximo domingo.

Isso ocorre porque a atração da apresentadora Regina Casé não vai nada bem na audiência em São Paulo, principal reduto da publicidade no Brasil. A primeira experiência da TV Globo em não ter mais o show de Casé já será feita neste domingo, dia sete de junho. A emissora preferiu privilegiar a 'Temperatura Máxima' ao produto polêmico.

Dessa forma, depois do 'Esporte Espetacular' irá ao ar o filme 'Labirinto - O Desafio Final'. Às 15h, o canal carioca exibe mais uma transmissão da 'Fórmula 1', com a corrida a ser realizada no Canadá.

E em seguida, a Globo mostra o jogo da seleção brasileira contra o México. A partida de futebol é apenas um amistoso e serve como preparação para a 'Copa América'.

Esse é um sinal claro de que o 'Esquenta' não tem mais prioridade dentro da grade de programação da maior rede de TV do país. Além de baixa audiência, perdendo regularmente para SBT e Record, Regina Casé e sua produção foram acusados nos últimos meses de terem maltratado participantes da plateia do programa. De acordo com o TV Foco, alguma pessoas chegaram  a passar fome e sede. Também não faltam relatos sobre a suposta falsidade de Regina Casé: muita gente diz que ela muda completamente quando as câmeras são desligadas.

Substitutos para o Esquenta 

Existem muitos projetos para substituição do 'Esquenta', mas esses só devem mesmo entrar na disputa dos domingos no ano que vem.

Os melhores vídeos do dia

Um dos mais cotados é o 'The Voice Kids', que teve a primeira edição que aconteceria no segundo semestre adiada. Outra possibilidade é fazer uma dose dupla esportiva.

A Globo pode escalar uma ou duas partidas de futebol seguidas, ou então montar uma programação como a deste domingo, em que o jogo de bola é antecipado ou sucedido por outro evento, como a 'Fórmula 1'.  Os campeonatos de vôlei também podem ganhar destaque, já que a audiência e os patrocinadores desse esporte são sempre satisfatórios. O único problema mesmo seria a duração das partidas, que fogem do padrão atual.