Uma sexta-feira mais triste! É o que se podeafirmar a respeito do dia 10/07/2015, pois os cinéfilos perderam um olhar poderoso, ardente como a brisa no deserto, que atraia a muitos com toda a sua intensidade: morreu o ator Omar Sharif.

Famoso pelo personagem Ali Ibn el Kharish, interpretado no filme Lawrence da Arábia, ele sofreu um ataque cardíaco aos 83 anos e morreu no hospital do Cairo, onde estavainternado.

Nascido em Alexandria, cidade egípcia, sob o nome deMichel Demitri Shalhoub em 10/04/1932, de família de raízes libanesas ecristãs (igreja católica greco-melquita).

Na sua infância estudou no VictoriaCollege, também em Alexandria, interessando-se pela dramaturgia, mas antes queestreasse nos cinemas, se licenciou em física e matemática na Universidade doCairo e posteriormente mudou-se para Londres a fim de estudar na Royal Academyof Dramatic Art.

Como um bom egípcio, Omar representou bem o seu povo, pois osseus olhos negros, pele morena e sotaque acentuado o transformaram no galã exóticopreferido pela indústria cinematográfica de Hollywood nos anos 60 e o 1.º atorárabe de fama mundial, com indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante porseu papel no já mencionado filme Lawrence da Arábia (1962) com Peter O'Toole,que ficou sendo o seu amigo por toda a vida.

A mãe de Sharif o enviou para estudos em uma escola na Inglaterra, onde aprendeu muito bem a falar a língua inglesa, o que mal sabia ele, lhe seria muito útil mais tarde. Nessa mesma instituição de ensino haviaum teatro, que acabou despertando a nova paixão do menino pela dramaturgia. Anos mais tarde,David Lean procurava um ator árabe que soubesse falar o inglês e daí paratrabalhar na película de Lawrence da Arábia, tudo foi um pulo para Omar. Três anos depois ratificou osucesso do personagem Ali Ibn el Kharish com um outro igual ou tão importante filme: Doutor Jivago. Ele brilhou no papel principal, rendendo-lhe um Globo de Ouro, prêmio conquistado três vezes por ele. 

Omar namorou a estrela Barbara Streisand e quase se casou com ela, mas se recusou porque ela queriamorar nos Estados Unidos e ele queria ficar na ocasião em Paris.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Curiosidades

Entretanto,apesar de ter se relacionado com várias estrelas do Cinema, ele dizia ter amadounicamente, Faten Hamana, uma atriz egípcia com quem se casou e se separou em1974 ao abandoná-la. Teve um filho desse relacionamento chamado Tarek, sendoavô de 4 netos. Foi esse filho que acabou cuidando do pai no final da vida,principalmente após a declaração pública de que o ator sofria de Alzheimer. 

Assim,que as palavras de Omar Sharif possam funcionar de consolo aos seus fãs, que emcerta ocasião disse: “tive uma vida feliz, não há por que chorar...afinal,quando não gosto de alguma coisa, sei apagá-la da memória e recordar apenas osmomentos felizes”.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo