A atriz e apresentadora, Monica Iozzi, que vem fazendosucesso ao lado de Otaviano Costa na bancada do novo “Vídeo Show” (Rede Globo), causou polêmica ao criticar os estilos sertanejo e funk.

A ex-CQC declarou ao vivo nesta terça-feira (07) seu carinho por Cazuza,após um VT de homenagem aos 25 anos de falecimento do cantor. Monica, que mostrouser grande fã do artista, também recomendou que os telespectadores assistissem aofilme “Cazuza – O tempo não para”.

Monica ainda acrescentou: "Quem não conhece oCazuza, o pessoal mais novinho, vá ouvir, gente. Vamos deixar umpouquinho o sertanejo universitário de lado e vamos ouvir um pouquinho mais dele para a gente ter um mundo melhor”.

Após a declaração, Monicafoi interrompida pela convidada do dia do Vídeo Show, Fernanda Lima, que frisou“Vai apanhar na rua! Depois não reclame!". Então, Mônica respondeu: "Eugosto de sertanejo, mas não pode ser só isso. Vamos parar de ouvir um pouco defunk, vamos parar de ouvir um pouco de sertanejo. Vamos ouvir Cazuza, vamosouvir Legião Urbana, vamos ouvir Elis Regina"

Monica pode não estar totalmente errada em sua Opinião,até porque é um direito que cada um tenha suas preferências por diferentesestilos musicais e artistas prediletos.

Porém, há alguns dias, oapresentador, Zeca Camargo acabou se metendo uma chata polêmica em decorrênciado falecimento do sertanejo Cristiano Araújo.

Ele revoltou fãs ao dizer que o país se comoviapor uma cultura pobre, fazendo referência ao estilo sertanejo universitário quetem letras voltadas aos jovens, e sua liberdade de bebedeiras e baladas. Zecase retratou dias depois, mas acabou se enrolando novamente ao errar o nome docantor, o chamando de Cristiano Ronaldo – jogador da seleção portuguesa defutebol.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Curiosidades Televisão

O caso de Monica parece menos grave, mas mesmo assim atinge milharesde pessoas que tem força nas redes sociais. Isto pode gerar grande alarde com os grupos que acompanham estes gêneros musicais, quenormalmente são alvo de inúmeras críticas na mídia.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo