De uns tempos para cá a ex-modelo Cara Delevigne anda fazendo algumas revelações bombásticas referentes ao mundo da Moda. A atriz, estrela de "Cidades de Papel", já cansou de agradecer ter saído do mercado da moda e em entrevista ao jornal britânico TheTimes, desabafou e contou detalhes da antiga profissão.

O que levou a atriz a abandonar a carreira nas passarelas foi o assédio sexual. Em sua entrevista ao TheTimes ela afirmou que se sentia mal com a situação. "Eu sou um pouco feminista e isso me deixava doente.

Isso é horrível e desagradável. Estamos falando de meninas jovens. Você começa quando é realmente jovem e você faz, está sujeita... Não é boa coisa", afirmou.

Ainda durante a entrevista ela afirmou que há muitos fotógrafos que resolvem entrar na moda apenas para se aproximar das garotas. "Eu acredito que existaassédio sexualem todos os mercados. Não acho que é apenas no das modelos, embora eu acredite que é pior lá", contou ao jornal.

No entanto, a situação ficou tão grave que Cara Delevigne passou a ter problemas psicológicos.

"Modelar me fez sentir um pouco vazia depois de um tempo. Não me fez crescer como ser humano e eu meio que esqueci o quão jovem eu era... Eu me sentia velha. Também é algo psicológico porque você se odeia, odeia seu corpo e sua aparência, e isso vai piorando e piorando", desabafou na entrevista.

A ex-top model também contou que sofreu de psoríase, uma doença de pele que aparenta estar soltando escamas,devido ao estresse e à pressão que vinha sofrendo.

"As pessoas vestiam luvas e não queriam me tocar porque eles pensavam que eu estava com lepra ou coisa assim... Isso não foi em só um desfile. Foi em todos. É uma coisa mental, porque você se odeia, odeia seu corpo e a forma como ele aparece, a psoríase fica pior. A modelo era obrigada a maquiar as lesões inflamadas da pele.

Mas Cara não se abalou, deu a volta por cima e afirmou para o jornal britânico The Times que não pretende voltar ao mercado da moda e desfilar pelas passarelas.

Ela irá investir em sua carreira de atriz que está indo de vento em popa.

Não perca a nossa página no Facebook!