Fábio Assunção Pinto é um ator brasileiro, nascido em 10 de agosto de 1971 (44 anos), muito conhecido por seu trabalho em telenovelas da Rede Globo.

Fábio Assunção, intérprete de Arthur, volta a faltar em gravação da novela “Totalmente Demais”. O ator que passou a seguir com rigor os seus horários e deixado de faltar as gravações, mais uma vez não comparece e acaba dando prejuízo a Rede Globo.Fábio Assunção, que era aguardado na Zona Norte do Rio, mais precisamente no Recreio dos Bandeirantes, novamente não compareceu.

A equipe da novela em que a atriz principal é Marina Ruy Barbosa, aguardaram por Fábio, que interpreta Arthur na novela das sete, por aproximadamente três horas.

Neste intervalo, figurantes e atores ficaram de prontidão, porém, a gravação foi cancelada. Algo semelhante aconteceu em novembro quando o ator passou mal devido a uma crise de gastroenterite e faltou a uma séria de gravações, gerando prejuízos para a Rede Globo. Na espera do ator ficaram 60 profissionais, que mesmo sem gravações foram pagos cachês e horas extras adicionais.

Devido a novos atrasos do ator, a globo teria considerado algumas cenas dispensáveis e cortados às mesmas. Na época, o fato foi negado pela emissora que disse que Fábio estava se apresentando, dentro de alguns dias, com anterioridade. Porém, em dezembro, o ator novamente se atrasou para participar do programa “Encontro com Fátima Bernardes”.

Vale lembrar que o ator voltou a participar em Novelas após 7 anos e “Totalmente Demais” marcou esta volta.

Os melhores vídeos do dia

Em “Negócio da China” foi onde participou pela ultima vez em novelas.

Fábio relembrou, de uma etapa complicada da sua vida, em que a dependência de drogas quase deu fim a sua carreira “Isso me marcará para sempre, mas pensando bem isso pode ser algo positivo em minha vida, comecei a ver a vida de outra maneira, isso trouxe dimensão para minha vida. A sua entrevista não é com um chapa-branca, realmente sei que trago comigo mais bagagem”, contou em entrevista a revista “Poder”.

“O mundo está debilitado, coisas absurdas acontecem o tempo todo. Muitos falam sobre as drogas com hipocrisia, como se fosse uma questão moral. Nós humanos nunca estaremos curados, isso é uma evolução um processo, e eu estou em processo de aprendizagem”, continuou Fábio a revista "Poder".