A cantora baiana, Ivete Sangalo, revelou em entrevista que já estava com tudo certo para ter mais um filho com o seu esposo, Daniel Cady. No entanto, a segunda gravidez da famosa foi impedida de acontecer por causa do surto de Zika, que assola todo o país. Para a surpresa dos fãs da cantora, ela também confessou que cogitou na possibilidade de se transferir para a Europa, no intuito de conceber a criança de forma segura, já que o continente europeu é um dos poucos que não sofre com a epidemia.

Ivete e Daniel têm um filho, Marcelo de 6 anos.

A cantora já deu entrevista ao Fantástico e outras mídias que ter um filho é algo mágico e bastante marcante. “Vê-lo crescer e saber que ele saiu de você é gratificante”, disse. E o planejamento era que ainda nesse primeiro semestre de 2016 a famosa já estivesse grávida. “Eu confesso: essa doença, a zika – disse à revista Quem –, atrapalhou, e muito, meus planos.”, continuou. A baiana confessou que sente medo de arriscar uma gravidez em meio a toda essa epidemia e casos de microcefalia, que, de acordo com informações na mídia, é proporcionado pelo zika vírus.

Apesar de todo o medo de Ivete Sangalo, a famosa revelou que não vai desistir de ter mais um filho em um futuro, quando a epidemia passar. Porém, também na mesma entrevista, a baiana disse que cogitou na possibilidade de se transferir para a Europa e conseguir ter uma gravidez tranquila por lá, já que aquele continente não sofre com o zika vírus e casos de microcefalia em bebês. Mas, para a alegria de seus fãs, a cantora contou que: “Viajar para a Europa? Não vou, não posso”, disse.

Ela contou que tem compromisso com os seus fãs e não se afastaria deles por tanto tempo, mas que, a vontade de ter um filho também é algo muito importante em sua vida.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos

No entanto, Ivete defende que para ter um filho a mulher precisa estar tranquila durante toda a gravidez, pois, segundo ela, tudo que a mãe passa, com relação a preocupações e nervosismo, a criança que está em sua barriga absorve toda essa ‘energia negativa’.

“[...] A gente tem que se adequar, por enquanto [...]”, continuou, afirmando que para ter um filho é preciso antes estar consciente da responsabilidade que a mãe e o pai terão, e que, por mais que ela esteja desejando ter mais um herdeiro, esse não é o momento melhor.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo