Carolina está em uma má fase desde que perdeu a aposta e o emprego para Arthur. Então ela decide jogar suas últimas cartas na mesa e tenta separar seu amado de Eliza. Mas é claro que o tiro vai sair pela culatra em Totalmente Demais. E ao contar para a ex-vendedora de flores que ela foi o alvo de uma aposta, o bon vivantdespejará toda sua ira contra a ex.

Ao descobrir sobre a aposta, Eliza fica decepcionada com Arthur e termina seu relacionamento com ele. Então o agente não engole o desaforo e decide demitir Carolina da Excalibur. Mas a demissão não acontece amigavelmente...

Antes de sair do emprego, a jornalista diz o que quer e escuta muitas verdades que não gostaria de ouvir.

Arthur começa desabafando que ter contado sobre a aposta foi o golpe mais baixo que Carol já fez contra ele. A jornalista se justifica narrando que encontrou com Eliza por acaso na rua e, por estar nervosa após mais uma briga com o agente, acabou descontando a raiva na modelo - contndo tudo sobre a aposta. "Quando eu vi, já tinha falado. Escapou", destaca a poderosa.

Mas as explicações de Carolina não refletem qualquer peso na consciência. "Quer saber? Não me arrependo! Pelo menos a Eliza será uma a menos para você enganar!”, afirma ela.O bon vivantdiz que nunca teve a intensão de enganara ex-vendedora de flores, pois“ela é diferente” de qualquer outra.

Diferente de mim, não é? Mais ingênua, talvez”, responde a morena, magoada.

Então Arthur abre o jogo e diz que Eliza é maisdoce, mais sincera e, principalmente, mais honesta. "Não tem jogo, não tem aposta e nem competição. É um relacionamento sem trapaças ou armadilhas. Com a Eliza eu sou diferente! Eu quero agir direito”, completa.

Apesar do golpe, a jornalista não se abala e acusa o ex de ter começado errado, pois mentiu sobre seu interesse no Concurso Garota Totalmente Demais e continuou mentindo após a ruiva vencer a competição.

Carol continua seu desabafo apelando para o sarcasmo e diz que o agente deveria agradecê-la por esclarecer as coisas. A briga esquenta de vez e os dois afirmam que não aguentam mais olhar um para a cara do outro.

Então é a vez de Arthur tomar a palavra:“É bom você olhar para mim, sim, porque será sua última vez. E você está demitida”.