Metade da fortuna de Romeu vai, literalmente, pelos ares nos próximos capítulos de Êta Mundo Bom. O rapaz consegue impressionar toda a família com suas malas de dinheiro para comprar a fazenda, mas a alegria do ex-trambiqueiro termina antes mesmo dele finalizar a transação. Confira a sequência divulgada pelos sites Extra e Notícias da TV!

Com as malas de dinheiro expostas na sala da fazenda, Cunegundes acredita que o futuro genro é milionário e aceita vender sua fazenda para saldar as dívidas que a família possui.

Dessa forma, eles poderiam voltar a serem os donos do local. Enlouquecidos de felicidade, Mafalda e seus parentes comemoram a solução dos problemas e Romeu aproveita para tentar reconquistar sua amada.

Após alguns dias, Pandolfo aconselha Cunegundes a vender apenas uma parte da fazenda, pois assim a família ainda poderia lucrar com a exploração da terra. Vale lembrar que o irmão do professor Pancrácio encontrou petróleo no local. Assim, a transação começa a correr no banco e, antes de assinarem os papeis, a mãe de Mafalda faz um pedido inusitado...

Cunegundes revela que sempre sonhou em mergulhar em uma banheira de dinheiro. Como Romeu faz de tudo para conseguir a aprovação da sogra, ele despeja as notas no local de banho e a mãe de Mafalda consegue realizar seu desejo. Contudo, nessa hora começa a soprar mais uma daquelas ventanias na fazenda. As notas voam completamente sem controle e toda a família entra em desespero ao tentar recuperar a grana.

A nuvem de grana segue em direção a um grupo de lavradores, que pegam o dinheiro e começam a fazer a maior festa.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Novelas

Após o incidente, Romeu fica apenas com um montinho de cédulas, recuperado por Zé dos Porcos. O ex-trambiqueiro entrega o dinheiro para Cunegundes, tentando concluir a venda da fazenda; mas Filomena - que volta a morar na fazenda - não deixa a mãe aceitar:"Mãe, não pega. Se ficar com o que restou, significa que todo o dinheiro lhe pertencia. Ou seja, ele não pagará mais nada pela fazenda. É um golpe".

Romeu fica indignado e argumenta que realmente pagoupela fazenda. "Hoje vamos assinar a venda, correspondente à metade do valor. A minha parte está paga", insiste ele.

Mas Cunegundes não quer ficar com o prejuízo e se recusa a assinar o contrato.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo