A cantora norte-americana Demi Lovato, de 23 anos, estaria de affair com um lutador brasileiro de MMA, segundo a revista US Weekly. Demi namorou seis anos com o ator norte-americano de cinema e televisão, Wilmer Eduardo Valderrama, e o término do relacionamento foi divulgado no princípio do mês de junho, mas, de acordo com as fontes, a cantora, que acabou de voltar às redes sociais depois de um tempo afastada, não estaria mais solteira. 

Segundo a revista, ela estaria de affair com o lutador de MMA Guilherme Vasconcelos, que é conhecido no meio da luta como "Bomba". Guilherme é mineiro, nascido na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, e tem 30 anos.

Ele começou a treinar jiu-jitsu aos 16 anos e participou, no ano de 2014, do reality show The Ultimate Fighter: Brasil 3, exibido pela Rede Globo. 

Guilherme Bomba e Demi Lovato frequentam e treinam na mesma academia nos Estados Unidos, na West Hollywood's Unbreakable Performance Center. Apesar de uma fonte ter informado que a relação entre os dois não é nada sério, que os dois estariam somente se divertindo, e que a cantora ainda estaria à procura de conhecer outros caras, o atleta postou uma foto com ela em seu Instagram. 

Nesta foto, ele escreveu que, depois de ter lutado com uma lenda como o Randy Couture, quem bateu em seu lábio e o fez sangrar foi a Demi Lovato. Além disso, o lutador repostou um vídeo em que foi abraçado pela popstar depois de sair de uma luta.

Demi admite não se dar bem com Taylor Swift

Apesar das cantoras Demi e Taylor Swift terem sido grandes amigas no passado, a amizade entre as duas não está muito bem há alguns anos, após Demi ter criticado a amiga, em redes sociais, por ter doado cerca de R$ 1 milhão para ajudar Kesha.

Os melhores vídeos do dia

 

Ao ser entrevistada pelo site Refinary29, Demi foi bem direta ao dizer que não se dá bem com Taylor, nem com algumas outras mulheres e que não vê nenhum problema nisso. E a justificativa para isso, segundo Demi, que citou outras artistas que se dizem feministas, é que não aceita que mulheres se proclamem como feministas se não colocam a mão na massa.