O atual presidente da República, Michel Temer (PMDB) é o entrevistado do programa “Roda Viva”, nesta segunda-feira (14). A entrevista será exibida pela TV Cultura e, excepcionalmente, pela TV Brasil, para todo o país, a partir das 22h (horário de Brasília).

A entrevista não será ao vivo. Ela foi gravada na última sexta-feira (11), no Palácio da Alvorada, em Brasília. Michel Temer ficará frente a frente com seis jornalistas.

Entrevistadores

O “Roda Viva” será apresentado por Augusto Nunes.

Publicidade
Publicidade

Os entrevistadores são jornalistas dos grandes grupos de comunicação do país, como a Folha, Estadão e O Globo.

Os cinco jornalistas escolhidos foram Ricardo Noblat, colunista do jornal O Globo e do Blog do Noblat; Eliane Cantanhêde, colunista do jornal O Estado de S. Paulo e da Globonews; Sérgio Dávila, editor executivo do jornal Folha de S. Paulo; João Caminoto, diretor de jornalismo do Grupo Estado; e William Corrêa, coordenador geral de jornalismo da TV CULTURA e âncora do “Jornal da Cultura”.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Michel Temer

Sabatina

A sabatina com o presidente Michel Temer (PMDB) vai ao ar às 22h (horário de Brasília) e terá aproximadamente uma hora e 30 minutos de duração. Temer, que assumiu o governo depois do impeachment sofrido pela ex-presidente Dilma Roussef (PT), tem muitas perguntas a serem respondidas.

Não foi vazada nenhum trecho da entrevista, mas imagina-se que os jornalistas presentes transitaram por certos quase que obrigatórios neste momento. Um deles é a PEC 41, que reorganiza os gastos da União e recebeu críticas por, segundo alguns, congelar investimentos das áreas de saúde e educação por 20 anos.

Publicidade

Outro tema que não deve ter passado batido é a relação de Temer com Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, cassado recentemente e preso em Curitiba desde outubro. Cunha chamou o presidente para depor como testemunha de defesa.

Além disso, Michel Temer deve ser questionado sobre escândalos envolvendo o seu nome e o nome de homens fortes de seu governo. Algumas perguntas, mais curiosas, também devem ser feitas. Por exemplo, como era a relação de Temer com a ex-presidente Dilma Roussef.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo