Na novela "A Lei do Amor", Helô (Claudia Abreu) vai abortar o bebê que espera de Pedro (Reynaldo Gianecchini), e passa mal por causa de Tião (José Mayer).

Helô parece ter caído na "praga" jogada por Tião, que não disse coisas boas a respeito da gestação da ex mulher ao saber que ela pretendia dar um outro filho a Pedro. A galerista vai passar muito mal depois do aborto.

Helô sofrerá um aborto espontâneo e, durante uma cirurgia, terá uma parada cardíaca e ficará entre a vida e a morte, segundo informações do site Notícias da TV.

Para completar, ela recebe uma visita de Tião, que faz questão de provocá-la contando sobre a relação de Pedro com Laura (Heloisa Jorge), que gerou uma menina.

"Eu soube do infortúnio e vim trazer minha solidariedade. Vim aqui me solidarizar, pois sei o quanto deve ser difícil perder um filho no mesmo dia em que o Pedro descobre que tem outra filha", dirá Tião.

Apesar do susto com o aborto, Helô terá alta no mesmo dia e voltará para casa.

Como sabido, Pedro é informado por Laura da existência de sua filha no momento em que Helô sofre o aborto, por isso, ele não consegue ter mais detalhes da criança.

Assim que Helô melhora, ele vai atrás de Laura e a questiona por não ter dito nada. Ela conta que o via como um "cidadão do mundo" e não queria prendê-lo, mas que soube que ele ficou chateado por não ter descoberto antes sobre Letícia e, por isso, achou que ele merecia saber sobre a filha que geraram juntos.

Ao saber de tudo, Letícia pede para Pedro manter segredo para preservar sua mãe.

Os melhores vídeos do dia

Recuperada do aborto, Helô vai atrás de Tião e o flagra conversando com Laura, e conclui que trata-se de um plano diabólico dele. "Então foi mesmo tudo plano seu! Essa Laura, a filha do Pedro, foi tudo uma grande armação, um plano intercontinental pra me separar do Pedro, não é, seu demônio? Você é sórdido, torpe, diabólico e desprezível", dispara.

É nesse momento que a mocinha passa mal e fica entre a vida e a morte depois da discussão. Helô desmaia e, com hemorragia, é encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em sequência prevista para ir ao ar no dia 10 de fevereiro.