Um dos mais Famosos apresentadores esportivos brasileiros, pode estar atravessando uma fase muito complicada em relação aos seus negócios. Embora conhecidíssimo no meio esportivo nacional e apto a receber um alto salário da maior empresa de telecomunicações do País, talvez, não seja suficiente para controlar os próprios gastos e inclusive, sanar todas as suas dívidas. Trata-se do narrador esportivo Galvão Bueno.

O narrador esportivo é um dos principais nomes do jornalismo esportivo da Rede Globo de Televisão. A TV Globo é considerada a maior rede de televisão do Brasil e uma das maiores do mundo.

Alto salário e muitas dívidas

De acordo com a Revista Veja, Galvão Bueno estaria atravessando dificuldades financeiras, em se tratando de empréstimos bancários. A dívida pode alcançar a cifra de R$ 30 milhões em apenas um banco.

Entretanto, o apresentador esportivo recebe um dos maiores salários pagos pela televisão brasileira. Algo em torno de R$ 5 milhões mensais. A quantia recebida por Galvão Bueno não é nada pouco, em se tratando de comparação entre os grandes nomes da mídia esportiva brasileira. Além do seu trabalho midiático na área da locução esportiva no País o mesmo possui uma grande "paixão" por vinhos. Ele já há vários anos, se adentrou no mercado da produção vinícola.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Galvão possui sua própria empresa que produz vinhos finos, a partir da região da Toscana, na Itália. Após a polêmica a respeito de sua situação financeira, embora contrastando com seu salário altíssimo para os padrões brasileiros, o mesmo buscou se defender em relação às dificuldades financeiras. O apresentador escreveu uma nota em que relata que seu grupo possui investimentos financeiros a longo prazo, o que acaba acarretando, segundo ele, uma alta demanda de um capital considerado extensivo já no período de implantação, em alusão à produção de vinhos finos.

Ainda segundo o locutor esportivo, " a participação de determinado capital proveniente de terceiros, em estado paralelo ao próprio, não somente é normal, como também algo determinante em negócios desse tipo de natureza". Ainda de acordo com a nota emitida, a Bueno wines, (empresa de Galvão Bueno), continua com o mesmo objetivo em poder ampliar seus negócios no mercado brasileiro de vinhos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo