Diante do caos político, econômico e da divisão da sociedade brasileira como um todo, conforme o critério ideológico de qual o melhor tipo de governo para o Brasil, se é o de direita ou esquerda, sobre quem é mais ou menos corrupto, vale frisar que praticamente ninguém da população, seja ele uma pessoa comum do povo ou uma personalidade do meio esportivo ou artístico, tem conseguido não expressar a sua opinião sobre a triste realidade nacional. Enfim, as pessoas estão assumindo sim, os seus partidarismos políticos e como fala o ditado, “elas têm colocado a boca no trombone”, como é o caso, por exemplo, da atriz Tássia Camargo, a qual se encontra afastada da TV, já tendo trabalhado por anos na Rede Globo e com uma atuação passageira na Rede Record, que obteve muito destaque nas últimas horas graças a uma declaração franca e muito polêmica que veiculou nas redes sociais, com críticas duríssimas a políticos, juristas, ex-colegas de trabalho e a Rede Globo especificamente.

Indo direto ao foco do assunto, a atriz iniciou o vídeo que ela mesma postou, condenando veementemente os relatos infundados e disseminados no mundo virtual com a morte de Marisa Letícia, que foi a esposa do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva; sendo que, a ex-primeira-dama brasileira, veio a óbito em função do acometimento de um AVC – Acidente Vascular Cerebral - na sexta-feira, 3 de fevereiro. A boataria dizia que a morte de Marisa não passava de uma grande farsa, que ela estaria viva, viajando fora do Brasil, mais especificamente na Itália. Toda a farsa teria sido construída para que a mulher de Lula conseguisse sair ilesa da Operação Lava Jato, chefiada pelo juiz Federal Sérgio Moro, onde Marisa era ré em uma ação penal, sob a alegação de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Os melhores vídeos do dia

Tássia Camargo, no vídeo, confirmou que após ficar sabendo que um dos seus filhos foi convocado pela Polícia Federal, Marisa sofreu o AVC, mas não quis revelar a fonte de onde partiu tal informação.

A enxurrada de frases fortes e acusatórias não parou por aí, pois a artista, que um dia trabalhou na Globo, falou que a emissora possui inclinações escusas partidárias e justamente por isso as suas produções são totalmente manipuladas. Tanto é assim que em um certo momento da gravação do vídeo, ela diz o seguinte: “acorda, para de assistir “Big Brother”! Gente, a “plom-plom”, a platinada, a TV Globo, ela tá colocando ‘cocozinho’ na sua cabecinha pra você ficar mais burrinho ainda e te ferrar muito… Você não entendeu ainda. Moro, Aécio e TV Globo tá tudo ligado”.

A atriz nascida em Guarulhos, pelo que tudo indica, se colocou de uma vez por todas do lado de Lula e dos seus demais apoiadores, ao se referir em tom ácido, rebatendo o pronunciamento da também atriz Luana Piovani, uma vez que essa última disse que Lula estava era fazendo um “draminha” no velório de Marisa Letícia.

Tássia se referiu a Piovani, chamando de “talentosa” e “bonita” e aconselhou que Luana não se tornasse uma nova Regina Duarte, que não está na ativa há muito tempo, mas recebe dinheiro da Globo.

Tássia Camargo foi além no seu desabafo e complementou dizendo que Regina “sempre usou ponto, nunca decorou. Era ótima, agora tá canastra”.

O resumo de tudo isso é que quem mais sai perdendo em toda essa celeuma, é o membro do povão que luta para ganhar um salário mínimo ou até menos, que luta pela conquista da recolocação no mercado de trabalho e por outros direitos primários garantidos pela Constituição Federal, mas que parece ter sido esquecido no papel.