Dragon Ball Z estreou no Japão em 1989 e é o anime mais famoso de todos os tempos, e ainda teve folego para uma nova franquia: Dragon Ball Super. A qualidade da nova obra deixou os fãs divididos, muitos sentem diferenças enormes em seus personagens.

Vegeta é o personagem que mais mudou do primeiro ao último arco de Dragon Ball Z. Confira três momentos extraordinários do sayajim:

Roubou as esferas do Freeza

Esse momento exprime bem que vegeta não é apenas um vilão arrogante com frases de efeito.

Publicidade

O príncipe foi surpreendido pela transformação do Zarbom e foi derrotado. O lacaio de Freezar o colocou numa câmara de regeneração para questionar sobre o paradeiro das esferas do dragão que Vegeta escondeu. Todos achavam que a saga já tinha terminado para ele.

Dentro do covil do inimigo, tinha o Freeza, o mais forte do universo, e Zarbom, guerreiro até então mais poderoso. Foi então que Vegeta, numa manobra extraordinária, conseguiu roubar todas as esferas do dragão embaixo do nariz do Freeza. Depois dessa jogada, o sayajim merecia ter juntado todas e ter seu desejo realizado.

“Meu coração é puro, pura maldade!”

Essa cena é uma das mais épicas de Vegeta. O sayajim sempre foi obcecado para se transformar em super sayajim, e teve seu orgulho ferido ao ver Kakaroto, um sayajim de classe baixa, se converter primeiro. O golpe mais pesado veio quando Trunks, seu filho, veio do futuro e revelou também ser um super sayajim. O príncipe não podia ficar atrás e caiu numa rotina mortífera de treinos, e se superou por conta própria, por pura força de vontade.

Num momento crucial, na primeira aparição dos androides, Goku sofria com uma doença no coração e estava perdendo a luta.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Então, numa entrada triunfal, vem ele, já com os cabelos dourados. Kuririm tinha criado uma teoria louca, onde apenas aqueles que tinham coração puro podiam se converter, foi então que o mito confirmou que ele também é puro, só que pura maldade.

A redenção

O Vegeta atual não é tão legal quanto o anterior, mas a sua transição não ocorreu de uma hora para outra. O arco do Majin Boo também pode ser considerado o arco de redenção de Vegeta. Vivendo de forma pacífica na terra, pai de família, o sayajim estava se acomodando com a vida pacata.

Mas ele não estava em paz com os seus demônios internos. Sentia vontade de voltar a ser o inclemente guerreiro que dominava planetas e matava sem dor na consciência.

Numa oportunidade, ele deixou-se dominar pelo mago Babidi, libertando com isso a sua antiga frieza, um remédio para o inconveniente caráter que ele adquiriu ao viver com os humanos. Como Majim Vegeta, ele matou centenas de pessoas e desafiou Goku, onde ocorreu uma das lutas mais épicas do anime.

No final, ele se sacrificou tentando matar o vilão Majim Boo, entendendo pela primeira vez o valor dos laços que tinha conquistado na Terra.

Publicidade