A apresentadora Angélica esteve nesta quarta-feira, 29, em uma coletiva nos 'Estúdios Globo', o antigo Projac, no Rio de Janeiro. A comunicadora deveria falar sobre a nova temporada do 'Estrelas', mas o que chamou a atenção mesmo era o fato dela ter chegado ao local com o pé direito imobilizado, usando uma muleta e também tendo grande dificuldade para andar. A loira da pinta preta na perna contou que sofreu um acidente doméstico e que, apesar de pequeno, deixou o marido muito preocupado. Angélica é casada há mais de dez anos com Luciano Huck, apresentador do 'Caldeirão do Huck'.

Publicidade

Ele teria ficado muito apavorado com o que houve, mas felizmente, o que houve com Angélica não foi tão grave em si.

Em entrevista ao portal de notícias UOL, a comandante do 'Estrelas' lembrou de tudo o que aconteceu. "Cai da escada e virei o pé. Só descolei o tendão. Nunca soube o que é uma muleta na vida, não sei nem andar de muleta", disse ela tentando amenizar a situação, mesmo com um tendão deslocado. O acidente não deve comprometer a nova temporada do programa de entrevistas, que já iniciará a nova edição completamente gravado.

A nova temporada da atração da loira, que é exibida aos sábados, já começa no dia 8. A primeira temporada fala sobre 'Estrelas Solidárias', exibindo como as celebridades também utilizam a própria imagem para o bem.

Em maio de 2015, Angélica, o marido e os filhos Joaquim Benício e Eva também sofreram juntos um acidente, dessa vez, bem mais grave. O avião onde eles estavam precisou fazer um pouso forçado no Mato Grosso do Sul. Por conta do acidente, Angélica chegou a ter uma lesão na bacia. Ela foi a mais machucada na ação, já que ficou muito apavorada.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Luciano Huck, na época, em, entrevista ao 'Jornal Nacional', disse que, no momento do acidente, da queda em si, o que ficou foi um grande silêncio e que é o barulho disso que ficará guardado para sempre em sua memória. O acidente teria unido ainda mais o casal, que segue trocando declarações apaixonadas em público. Lindo, né?