O 'Amor e Sexo' é um dos programas mais importantes e inclusivos da grade da TV aberta na atualidade. Disso, ninguém tem dúvidas. No entanto, após a exibição do 'Amor e Sexo' desta quinta-feira, 2, uma face não conhecida de Fernanda Lima, apresentadora da atração, começou a ser exposta. De acordo com a transexual Barbara Aires, que fez parte do elenco do programa da TV Globo por dois anos, o que é exibido na telinha, na verdade, não passaria de uma farsa de Fernanda Lima. Após ser demitida do 'Amor e Sexo', a transexual Barbara Aires botou a boca no trambone.

Publicidade

Segundo a representante do mundo LGBT, durante dois anos ela era consultora da atração. Fernanda Lima, ao chegar no produto, era apenas apresentadora do conteúdo. Atualmente, no entanto, segundo Bárbara, ela e seu empresário fazem a redação final do conteúdo que é basicamente definir como os assuntos vão ser falados, quanto tempo vão ter e quem aparecerá mais ou menos. Segundo a transexual, ela foi demitida em 2014 e esperou esse tempo todo para fazer o desabafo. Nesse meio tempo, ela chegou a ajudar na consultoria de um quadro do 'Fantástico' e também trabalhou assessorando parlamentares.

Bárbara revela que decidiu expôr tudo isso, pois o tema do programa desta quinta foi propício, justamente, a vida das travestis e transexuais. "Muita falsidade e hipocrisia, não aguento. Muito fácil se dizer sem preconceito, fazer discursos lindos, falar de empregabilidade, e usar uma trans apenas como estilista", diz a demitida do 'Amor e Sexo', que deixa claro que sua demissão estaria ligada diretamente à Fernanda Lima, a quem acusa de falar uma coisa, mas na prática fazer outra.

Fãs de Fernanda defenderam a comunicadora online.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

"Amiga, olha o tanto de oportunidades que você teve! A vida de transsexuais não deve ser nada fácil e muitos nem conseguem trabalho básico pelo preconceito e precisam viver de prostituição. Se toda trans tivessem a oportunidade de trabalhar na globo seria ótimo pela experiência adquirida e o enorme peso no currículo", disse um defensor da comunicadora.