2

O cantor britânico da banda One Direction, Louis Tomlinson, não deve ser acusado criminalmente por seu envolvimento em uma briga com um fotógrafo no aeroporto internacional de Los Angeles, nos Estados Unidos, disseram autoridades judiciais na terça-feira, em um comunicado oficial. A notícia foi um enorme alívio para o jovem e sua legião de fãs espalhados pelo mundo, já que a possível prisão do astro teen não era descartada por especialistas.

O cantor e o fotógrafo, que não teve seu nome revelado, serão intimados a comparecer no escritório do procurador (uma espécie de fórum americano) da cidade de Los Angeles para serem interrogados e a provável pena será um belo sermão do procurador sobre a lei da cidade, para que o evento não volte a acontecer no futuro.

A notícia vem da área de comunicação do próprio escritório do procurador. Ainda no comunicado é possível ver que nenhuma medida mais drástica acontecerá com os envolvidos, já que o comunicado termina com a seguinte frase: "Após a conversa com os envolvidos, não existe nenhuma ação que o nosso escritório tomará sobre o evento do último mês”. A audiência ainda não tem a data divulgada, mas já se sabe que acontecerá ainda no mês de abril.

Louis Tomlinson, de 25 anos, chegou a ficar detido no aeroporto no dia 3 de março, logo após a briga com o paparazzo que estava tentando tirar algumas fotos do cantor que estava acompanhado da namorada e de outros familiares. O astro não gostou nem um pouco da investida do fotógrafo e após uma breve discussão, um grande tumulto aconteceu e em vídeo publicado nas redes sociais é possível ver que houve uma briga generalizada, vários gritos e pessoas caídas no chão, incluindo o fotógrafo e uma mulher, possivelmente a namorada do cantor do One Direction.

Os melhores vídeos do dia

O caso foi um prato cheio para os tabloides do mundo todo, temendo uma repercussão negativa na carreira de Louis, a assessoria do cantor rapidamente acionou um advogado que prontamente se pronunciou na defesa do seu cliente, alegando firmemente que o jovem britânico não teve culpa alguma na briga, e, logicamente, atribuiu toda a culpa do evento no fotógrafo, “não foi a primeira e infelizmente não será a última vez que temos paparazzi envolvidos em situações como esta”, disse o advogado.

Louis não foi a única celebridade a ser envolver em confusão com os paparazzi. Astros como Justin Bieber, Miley Cirus, Lindsay Lohan, Kanye West e Britney Spears já passaram por situações parecidas a essa e também acabaram nos tribunais, todos sentenciados com penas leves e brandas.