Parece que Susllem Tonani, assediada sexualmente por José Mayer, não deseja recorrer à Justiça para punir o ator. Embora o delegado titular da 32ª DP, Rodolfo Waldeck, tenha convocado a figurinista para depor, ela demonstrou total desinteresse na ideia.

Publicidade
Publicidade

Aliás, Susllem optou por permanecer reclusa desde que o assédio virou uma das principais notícias do país e, inclusive, ignorou vários telefonemas da polícia. Em uma ligação finalmente atendida, ela disse que não tem a intenção de fazer a denúncia formal, ciente de que, sem o depoimento, será impossível iniciar a investigação criminal.

Figurinista terá tempo para mudar de ideia

A polícia do Rio acredita que Susllem ainda poderá mudar de ideia. Caso o processo seja iniciado, Mayer responderá por crime de Assédio Sexual com pena prevista de até dois anos de cadeia.

Susllem recusou várias ligações da polícia
Susllem recusou várias ligações da polícia

Além disso, o ator poderia ser culpado por estupro, já que a legislação atual define esse crime como qualquer contato físico sem consentimento. É pertinente ressaltar que a figurinista terá o prazo de seis meses para comparecer à delegacia e depor.

Punição da Globo

Mesmo que José Mayer ainda não tenha sido processado criminalmente, a Globo tratou de aplicar sua própria punição ao ator, a fim de apoiar a figurinista. José Mayer foi suspenso das produções globais por período indeterminado, por isso, não há previsões de que ele seja escalado para quaisquer novelas nos próximos anos.

Publicidade

Em um e-mail enviado apenas para os funcionários, o diretor geral da emissora, Carlos Henrique Schroder, anunciou que o ator não seria mais escalado para a próxima novela de Aguinaldo Silva, “O Sétimo Guardião”, que deve ir ao ar em 2018.

O ator foi avisado sobre a decisão na última semana. Atrizes, atores e até executivos da Globo aderiram ao movimento #mexeucomumamexeucomtodas, vestindo uma camiseta com tais dizeres. De acordo com o diretor da emissora, a iniciativa expressa os valores da empresa e traz visibilidade para o comportamento machista que precisa acabar.

Contra o código de Ética da Globo

A emissora também publicou uma nota em que reafirma seu repúdio por condutas de desrespeito, preconceito e violência. No comunicado, a Globo declara que preza pela harmonia na relação entre seus funcionários e colaboradores, por isso, exige que todos cumpram com o Código de Ética e Conduta interno.

É certo, enfim, que a polícia continuará aguardando o posicionamento definitivo de Susllem para dar continuidade ao caso ou encerrá-lo de uma vez por todas.

Publicidade

Leia tudo