Publicidade
Publicidade

Nesta primeira semana de abril, em entrevista publicada pela revista Veja, a atriz Juliana Paes criticou algumas vertentes do movimento feminista e disse não compactuar com algumas causas.

A carioca, que viverá o papel de Fabiana Escobar, ou "Bibi Perigosa", na nova novela das 21h, “A Força do Querer”, da Rede Globo, posicionou-se de maneira contrária ao exagero de parte das feministas, afirmando discordar do desejo das mulheres pela igualdade com os homens de forma indiscriminada. Juliana Paes afirma que as mulheres são tão competentes e possuem tanto valor quanto os homens, todavia não são iguais a eles.

Publicidade

Para exemplificar seu posicionamento, a atriz explicou que a Mulher necessita de um tempo para se recuperar de uma gravidez e que existem muitas questões diferentes no universo feminino, em especial no tocante à sensibilidade, que deve ser respeitada, aduzindo que a mulher é capaz sim de encarar posto de chefia nos locais de trabalho, mas que é necessário "valorizar mais sua sensibilidade para lidar com tanta testosterona”, e que as feministas se enganam não respeitando essas características intrínsecas às mulheres.

Juliana ainda declarou que não quer "queimar sutiãs", pois gosta de utilizar a roupa íntima, do mesmo modo que não quer quebrar saltos como forma de lutar pela liberdade, pois gosta de usá-los. A atriz disse que gosta de se enfeitar e que as mulheres fazem isso para sentirem-se bem consigo mesmas e não para "agradar macho".

A beldade finalizou a entrevista destacando que é uma feminista de saia, sutiã, salto alto e batom vermelho.

Juliana Paes viverá bandida na nova novela das 21h

A atriz Juliana Paes foi escalada para viver uma bandida na nova novela das 21h da Rede Globo, "A Força do Querer", que estreia nesta segunda-feira, 03 de abril.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

A personagem será inspirada em uma pessoa real, Fabiana Escobar, a "Bibi Perigosa", que ficou conhecida como a Baronesa do Pó.

Bibi se tornou conhecida quando seu marido, Saulo de Sá Silva, o "Barão do Pó" se tornou o chefe do tráfico de entorpecentes na Rocinha, no Rio de Janeiro e um dos homens mais procurados pela polícia.

Na novela, Juliana Paes contará a história de Fabiana, que passou anos de sua vida sendo marginalizada.