Considerados como uns dos maiores apresentadores de TV da atualidade, Marcelo Rezende e Eliana, enfrentam sem dúvida a pior e mais dramática fase de suas vidas.

Com quadros clínicos distintos, os apresentadores tornam seus dilemas públicos e geram enorme comoção no país. Com uma legião de fãs, admiradores e telespectadores, ambos colecionam seguidores nas redes sociais, e são por elas, que eles mantém contato com o público e dividem informações básicas acerca de sua saúde.

Acompanhe agora, a situação de cada apresentador, bem como seus diagnósticos clínicos e opiniões de especialistas em cada caso.

Marcelo Rezende

Aos 65 anos de idade, Marcelo Rezende enfrenta um quadro avançado de câncer no pâncreas. Diagnosticado recentemente, o apresentador da RecordTV, vem se submetendo a diversas sessões químicas e radiológicas, como parte do tratamento.

O câncer, que acometeu o jornalista, se tornou um dos principais assuntos e preocupações entre os brasileiros. Durante uma entrevista à 'Rádio Jornal' em Recife, o ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, doutor Ney Cavalcanti, revelou aos ouvintes, que o câncer pancreático é uma das mais severas formas da doença.

Classificando o quadro do jornalista como bastante grave, o endocrinologista chegou a declarar que em casos como o de Marcelo, a chance de cura, gira em torno de 1% e que ainda que haja a extração do nódulo maligno causador do câncer, o paciente raramente consegue levar uma vida plena e saudável.

Eliana

Aos 43 anos de idade, Eliana se encontra em sua segunda gravidez e espera uma menina, cujo o nome já foi dado, Manuela.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Diagnosticada com descolamento de placenta, a apresentadora do SBT, se afastou integralmente de suas atividades na emissora, bem como de seus compromissos particulares, para se internar em um hospital e se dedicar exclusivamente a 'salvar sua filha' de um parto prematuro.

Segundo a obstetra, Maria Lúcia Oppermann, o quadro da apresentadora é de um descolamento de placenta parcial, nesses casos, a placenta se desprende parcialmente da parede uterina, podendo comprometer o fornecimento de alimentos, nutrientes e oxigenação ao feto, comprometendo a saúde do bebê.

Nestes casos, a especialista recomenda que a gestante faça repouso absoluto e evite qualquer tipo de estresse e aborrecimento, mantendo-se sempre calma, a fim de segurar o bebê pelo maior tempo possível em seu ventre.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo