A atriz Luana Piovani é um dos nomes mais conhecidos do país. Vira e mexe, ela está relacionada a mais uma grande polêmica. Atualmente, a celebridade é casada com o surfista Pedro Scooby, mas, no passado, a bela famosa teve muitos relacionamentos. Um deles foi com o ator Dado Dolabella, cuja relação terminou cheia de acusações, e outra foi com o empresário Christiano Rangel. Ele acabou sendo condenado recentemente também por agressão, mas a outra mulher, como mostra uma reportagem publicada pelo site 'RD1 Audiência'.

Christiano Rangel é condenado à prisão por agredir Aída Nunes, sua ex-namorada

Nesta semana, Rangel acabou sendo condenado pela agressão à ex-namorada.

A decisão partiu do Tribunal de Justiça do estado da Bahia. O empresário da Bahia vai ter que ficar preso domiciliarmente até janeiro do ano de 2020. A condenação é baseada no relacionamento conturbado que o jovem teve com Aída Nunes. Fotos dela com o rosto completamente machucado chegaram a ser divulgadas pela imprensa. O juiz Almir Pereira de Jesus, da 1ª Vara de Execuções da cidade de Salvador, foi quem deu a condenação ao rapaz. Uma das recomendações é que o rapaz sempre chegue em casa, no máximo, às oito horas da noite. Isso inclui ainda dias de folga e finais de semana. Para conseguir fazer com que Christiano cumpra a decisão, ele vai utilizar uma tornozeleira eletrônica. Caso descumpra a decisão, o empresário pode ir para o regime semiaberto, fechado ou ter um aumento de sua pena.

Empresário é obrigado a trabalhar e proibido até de participar de festas do Carnaval

Para tornar a decisão ainda mais séria, Rangel precisa comprovar que está trabalhando em um prazo de até 90 dias.

Os melhores vídeos do dia

Além disso, ele não pode frequentar locais que poderiam fazer a sociedade fazer reclamações sobre o trabalho da justiça, como locais onde a venda de bebida alcoólica seja proibida. Christiano não pode nem mesmo curtir festas carnavalescas em seu estado, conhecido nacionalmente, justamente, pela alegria e festejos. Ele também não pode ir a locais em que haja prática de prostituição e jogos proibidos.

Relembre o caso

O empresário havia sido condenado a cumprir pena em regime aberto por ter agredido a ex-namorada Aída Nunes, em janeiro de 2013, no apartamento dele, localizado no bairro da Barra. Na época, o caso acabou chocando muita gente.

E você, o que achou da condenação? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes para a sociedade.