As gerações mais velhas aguardavam com ansiedade a chegada do século XXI! Pois bem, o século XXI já avançou 17 anos na linha de tempo da humanidade, mas lamentavelmente, ainda hoje, existem pessoas que teimam em praticar, por exemplo, o racismo e outras atividades condenáveis e passíveis de punição.

No racismo há a discriminação social de uma pessoa em relação à outra ou a um grupo maior, mediante conceitos que se baseiam em traços físicos e comportamentais dos indivíduos.

As práticas de racismo podem ser veladas ou não, mas fato é que todos sofrem quando se tornam vítimas de tal ação condenável. Foi, por exemplo, o que aconteceu com a jovem atriz Ana Hikari da Rede Globo de Televisão, que descende de japoneses pelo lado materno, mas o pai é negro.

Ao conceder entrevista recentemente à conhecida revista feminina “Marie Clarie”, a moça falou de alguns casos de racismo com os quais teve que se deparar ao longo de sua vida.

Da mesma forma que a personagem que interpreta no seriado de “Malhação”, Ana não é adepta de “ficar engolindo sapos”; entretanto, a maldade nos comentários racistas de outras pessoas já fez com que ela chorasse e muito, confessa a atriz.

Ana falou sobre uma determinada vez em que o pai dela foi até a farmácia para comprar lencinhos de papel, mas a gerente disse para que o homem “vazasse” do estabelecimento, uma vez que ele foi confundido com um ladrão.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Televisão

Apesar do pai de Hiraki ter ido à delegacia, o caso não teve seqüência, pois faltaram testemunhas que comprovassem o ocorrido.

A moça revelou também que durante toda a sua infância, as pessoas próximas perguntavam ao pai da menina se ele a havia roubado ou algo como ela não pode ser sua filha, basta olhar a “cara dela”, atitudes essas que demonstram claramente que o ser humano muitas vezes não está acostumado a respeitar e, principalmente, conviver com as diferenças.

Ana Hiraki fez questão de deixar claro, que não entende comentários assim como simples brincadeira, antes, porém, ela direciona toda a sua revolta para o mundo das artes.

Para os mais desavisados vale a pena lembrar que o racismo é uma prática criminosa conforme Lei n. 7.716/1989, sendo inclusive crime inafiançável e que não tem o benefício de ser prescrito.

Deve se esclarecer também, que o preconceito racial não está atrelado unicamente a cor da pele de alguém, mas a mesma prática criminosa engloba os conceitos de xenofobia, homofobia e bullying, que se transformaram em temas bastante recorrentes junto a sociedade atual.

Ana Hikari apresenta a sua personagem Tina em 'Malhação'

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo