Familiares e amigos estão inconformados com a morte misteriosa do músico Mário Travassos, que foi encontrado morto dentro de uma clínica, na Gávea, Zona Sul do Rio. O corpo do artista de 39 anos estava com marcas de violência no rosto, ele estava internado no local desde a última quarta-feira (12), no Hospital Psiquiátrico de Jurujuba, e faleceu no final de semana. Seu corpo foi enterrado no sábado (15).

Travassos é filho do ex-vice-prefeito de Niterói, Luiz Eduardo Travassos, e era muito conhecido na cidade. O jovem foi internado após uma crise de ansiedade. Médicos do local queriam que ele fosse transferido da unidade, mas ele chegou a falecer dias após. Parentes do artista disseram à polícia que a morte de Mário não foi informada e seu corpo acabou sendo transferido para o Instituto Médico-Legal como indigente, sem nenhuma identificação.

Inconformada, a mulher do músico fez um desabafo em sua rede social. Segundo ela, a morte de seu marido tirou toda luz e beleza da vida e que sua partida está sendo muito difícil para todos os que o amavam e acompanhavam seu trabalho.

Ao Jornal do Brasil, José Roberto Travassos, tio de Mário, afirmou que seu sobrinho tinha um coração doce e muito bom. Segundo ele, nas últimas semanas, o músico apresentou alguns episódios de depressão e ansiedade, o que fez com que ele fosse internado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Curiosidades

José ainda destacou que o artista se cuidava muito e a decisão de procurar a clínica para fazer tratamento foi dele mesmo.

A Polícia Civil do Rio abriu um inquérito para apurar a causa da morte de Mário. Os investigadores acreditam que o laudo feito no cadáver deve evidenciar a causa da morte. Dependendo do resultado, eles deverão decidir se irão indiciar algum médico da clínica responsável pelo artista por lesão corporal culposa ou dolosa, aplicada a crimes cometidos com intenção de matar.

Indignado com a morte de seu sobrinho, José Roberto contou à publicação que Mário estava completamente desfigurado no caixão. Seu rosto apresentava hematomas, sua boca estava totalmente ferida e sem dentes. Tudo leva a crer que ele foi violentamente agredido a ponto de causar sua morte. Para o tio do artista, todos os familiares querem justiça diante do caso, para que outros crimes como este não aconteça mais.

A mãe de Mário, Luiza Travassos, de 66 anos, disse ao jornal O Globo que a morte de seu filho deve ser tratada como homicídio. À publicação, o hospital disse que o paciente tentou fugir do local, quando bateu a cabeça e faleceu. Luiza acredita que a versão da clínica é inconsistente, uma vez que o músico estava lá por desejo próprio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo