O publicitário e compositor Archimes Messina faleceu na segunda feira (31). Ele passou mal em casa e foi levado ao hospital, mas não resistiu a uma ruptura de um vaso do fígado.

Ele foi criador de mais de 400 jingles para o rádio e televisão, tendo composto alguns que fazem parte da memória afetiva do brasileiro até os dias de hoje, como o do 'Café Selecto' e da 'Companhia Varig'.

Quem não se lembra dos versinhos que diziam:

"Estrela Brasileira no céu azul, iluminando de Norte a Sul, mensagem de amor e paz, nasceu Jesus chegou o natal. Papai noel voando à jato pelo céu, trazendo um natal de felicidade, e um ano novo cheio de prosperidade, papai noel voando a jato pelo céu, trazendo um natal de felicidade, e um ano novo cheio de prosperidade, Varig, Varig, Varig..."

Messina também foi o criador da música de abertura do programa Silvio Santos, o famoso "Silvio Santos vem aí, lá, lá, lá, lá, lá...", que rendeu uma longa briga judicial com o apresentador.

A música, com arranjo de Renato Oliveira, passou a ser usada pelo comunicador em 1965, ainda na Rádio Nacional. Porém, Messina nunca recebeu os direitos autorais da mesma, e em 2001 o compositor processou Silvio Santos.

A briga fez com que a música fosse removida do programa, só retornando em 2013, após ambas as partes chegarem em a um acordo. Em 1989, durante a breve campanha presidencial do apresentador, a música também foi usada em seus programas eleitorais.

Começo da carreira

Archimes Messina começou na a trabalhar como rádio-ator e depois compositor de temas para rádio novelas. Tornou-se diretor da Rádio São Paulo em 1950. Também foi roteirista de novelas radiofônicas, sendo "Aqueles OIhos Azuis" (1957), a primeira delas.

Archimedes Messina também trabalhou nos primeiros tempos da televisão brasileira e chegou a atuar na novela A Grande Mentira (1958), exibida na TV Paulista, que era vinculada com a Rádio Nacional de São Paulo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Silvio Santos

Ele deixou mulher e dois filhos, e foi enterrado no cemitério da Vila Mariana.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo