Na manhã desta terça-feira (30), as gravações da novela da Globo "A Força do Querer" foram interrompidas por alguns minutos até que a Polícia levasse preso um dos figurantes da novela. Atores que gravavam no momento ficaram assustados com a prisão bem no meio dos trabalhos realizados por eles. As cenas eram feitas na comunidade Tavares Bastos, no Catete, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Tudo corria bem, quando, de repente, policiais civis invadiram o local e levaram preso o figurante Luís Fernando Ferreira dos Santos.

Ele é acusado de roubo de veículos e carga, um dos crimes que mais tem aumentado no estado do Rio de Janeiro, principalmente na capital fluminense.

O criminoso parecia não se preocupar em aparecer na novela e durante uma das cenas, onde ele estava atuando na boca do Sabiá, os investigadores perceberam a presença dele, já que ele era um dos investigados e procurados pela Justiça, e decidiram prendê-lo durante as gravações.

Ele não esboçou nenhuma reação quando a polícia decretou sua prisão.

As cenas que eram gravadas quando a polícia chegou irão mostrar uma festa na comunidade para a comemoração da volta de Sabiá, interpretado pelo ator Jonathan Azevedo, chegando no Morro do Beco. Entre os atores surpreendidos pela polícia, além de Azevedo, estão: Juliana Paes e Emílio Dantas.

A produção revelou que após a saída dos policiais, as gravações continuaram normalmente.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Operação Tempo Zero

A ação da polícia faz parte da Operação Tempo Zero que tem o objetivo de combater o roubo de veículos e cargas no estado. Na novela, Luís Fernando atua como membro do tráfico de drogas e de acordo com os investigadores, ele tem participação em pelo menos dois roubos a cargas. A prisão dele foi realizada pelos policiais civis do 31° DP (Ricardo de Albuquerque).

A Operação integra o Plano Nacional de Segurança no Rio de Janeiro e teve como foco reprimir roubos de veículos e de cargas e cumprir 15 mandados de prisão.

O trabalho dos policiais envolveram várias comunidades como: Furquim Mendes, Ficap e Dique e outras. As ações começaram no começo de agosto e contou com cerca de 250 agentes.

Para o delegado Henrique Damasceno, o resultado tem sido muito positivo e a atividade criminosa nas comunidades caíram bastante.

Ministério da Justiça

O ministro da Justiça Torquato Jardim comentou sobre o sucesso que a operação tem tido e falou também sobre os números das ações nas fronteiras do pais.

De acordo com ele, foram apreendidos, nos últimos dias, 163 veículos e 1572 pessoas acabaram presas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo